Vice-governadora reabre trabalhos na Assembléia

A vice-governadora Cida Borghetti abriu nesta terça-feira (2) os trabalhos da Assembleia Legislativa do Paraná e destacou os resultados do ajuste fiscal e os investimentos do Governo do Estado previstos para este ano. Ela também entregou ao presidente da Casa, deputado Ademar Traiano, a mensagem de prestação de contas do governo de 2015.

ALP“Hoje o Paraná está organizado, com as contas em dia e com uma das melhores situações fiscais e financeiras do Brasil. Temos a previsão de investir cerca de R$ 8 bilhões neste ano, incluindo os aportes das empresas públicas. É o maior investimento da história do Paraná”, afirmou a vice-governadora.

Desse valor, R$ 3 bilhões serão para obras de infraestrutura de transporte e logística. O orçamento também garante R$ 9,3 bilhões para Educação, 10 % a mais que no ano passado, e R$ 3,2 bilhões para Saúde.

“São ações, obras e investimentos que, além de melhorar a qualidade de vida dos paranaenses, vão gerar empregos e renda, movimentando a economia de todo o Estado”, destacou Cida Borghetti.

APOIO E AVANÇO – A vice-governadora agradeceu aos parlamentares o apoio na aprovação das medidas do ajuste fiscal. “Defendemos uma relação harmônica, cordial e de muito trabalho voltado ao desenvolvimento do Estado”, afirmou.

“O ajuste preparou o Paraná para enfrentar a crise econômica nacional e criou as condições para que pudéssemos honrar nossos compromissos, aumentar os investimentos e ampliar política de valorização dos servidores com o adiantamento do 13º salário e um aumento de 10,67% para o funcionalismo”, enumerou.

Na outra ponta, de acordo com ela, o Governo do Estado tomou uma série de medidas de austeridade para racionalizar a máquina. Houve redução do custeio, extinção de quatro secretarias e corte de mil cargos em comissão. “Tivemos uma redução real de mais de 9% nas despesas públicas”, citou.

AVANÇOS – Três levantamentos recentes comprovam a evolução econômica e social do Paraná nos últimos anos. O IBGE apontou que o Estado ultrapassou o Rio Grande do Sul e hoje é a quarta maior economia do Brasil. Já a pesquisa da revista britânica “The Economist” destacou o Paraná como o segundo estado mais competitivo, atrás apenas de São Paulo, e um estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), do Governo Federal, trouxe o Paraná como o segundo estado com o menor índice de desigualdade social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *