Vereadores decidem abertura de CP

CP da Centronic será votada nesta quinta

Em Londrina a Câmara de vereadores delibera, na tarde desta quinta-feira (19), durante a sessão ordinária, sobre o pedido de abertura de uma Comissão Processante (CP) contra o prefeito  Barbosa Neto (PDT) pelas denúncias apresentadas no chamado Caso Centronic.

Segundo o presidente da Câmara Municipal, Gerson Araújo (PSDB), será feita a indicação de abertura com um debate e, na sequência, os vereadores vão fazer a votação para que seja instaurada a CP. Para ser aberta precisa de 13 votos.

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Centronic, realizada em 2011 e que resultou em um relatório para o pedido de abertura da CP, revelou um possível esquema de corrupção de contratos entre a empresa de segurança privada Centronic e a Prefeitura de Londrina.

A comissão foi formada após uma denúnica formal do vereador Joel Garcia (PP). Ele se baseou em um procedimento do Ministério Público de que vigias da empresa Centronic teriam trabalhado na empresa rádio Brasil Sul, de propriedade da família de Barbosa Neto, recebendo dos cofres públicos.

“Pode ser que se abra ou não. As coisas podem mudar de uma hora para outra”, afirmou o presidente do Legislativo. Segundo informou, se a CP for confirmada, o próximo passo será o sorteio dos vereadores que farão parte da comissão processante, composta de três a cinco integrantes. “Nós procedemos dessa forma [sorteio] para dar chance para que todos possam participar”, explicou.

Araújo ainda comentou que o importante é que seja feita justiça. Para ele, se a CP for aberta é uma oportunidade de apurar os fatos.” Essa oportunidade de verificar se os fatos aconteceram ou não, e de ser justo, só pode ser feita se a comissão existir”, completou.

Na Câmara, os vereadores que oficialmente compõem a base do prefeito são seis, ao todo, enquanto que a oposição, teoricamente, contaria com os 13 votos necessários.

Porém, nas últimas semanas a posição adotada pelo vereador Eloir Valença (PHS) traz indicação de que ele estaria indo para a base aliada. Seu partido, porém, o PHS já declarou através de seu presidente local, Marcos Defreitas,  que o voto deve ser pela abertura da CP, sob o risco de expulsão da legenda.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *