Trem Pé-Vermelho está sendo viabilizado

O ex-prefeito de Maringá, Ricardo Barros (PP) está comemorando a liberação de recursos do Ministério das Cidades para o projeto do Trem Pé-Vermelho, que ligará as regiões metropolitanas de Maringá e Londrina. A liberação foi publicada em recente edição do Diário Oficial da União. O Paraná pede R$ 10,7 milhões a fundo perdido e a expectativa é que seja liberada a quantia integral.

Ricardo Barros, junto com a Agência Terra Roxa, foi um dos principais articuladores do Trem Pé-Vermelho, considerada pelo próprio BNDES a de maior viabilidade econômica entre 14 trechos estudadas em todo o país. O ex-prefeito e ex-deputado lembra que Maringá já vem se preparando para a obra há alguns anos. A cidade rebaixou 7,5 quilômetros da linha férrea que cruza a cidade e recentemente assinou também com o Ministério das Cidades um financiamento de R$ 70 milhões para a construção de um terminal intermodal que vai integrar o Trem Pé-vermelho com os ônibus de transporte urbano e metropolitano.

Em Londrina muitos defenderam o retorno do trem que ligava a cidade a Maringá e é uma opção boa para transporte de passageiros entre duas das maiores cidades do Paraná.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *