Torcida protesta contra beijo gay

Membros da torcida organizada Camisa 12 foram nesta segunda-feira ao CT Joaquim Grava, no Parque Ecológico, protestar contra o atacante Emerson Sheik, que postou uma foto dando um selinho em Isaac Azar, dono do restaurante Paris 6.

As faixas tinham os seguintes dizeres: ““Vai beijar a P.Q.P.”, “Aqui é lugar de homem”, “Viado não” e “Respeito”. Aos gritos, os torcedores diziam que iam transformar a vida de Emerson em um “inferno”.sheikselinho

A torcida corintiana não gostou de ver o jogador Emerson, mais conhecido como Sheik, beijando outro homem. A foto foi postada em uma rede social e o jogador corintiano, famoso por suas brincadeiras, beijava um amigo, que chegou a homenageá-lo, colocando seu nome em um prato do prestigiado restaurante paulista.

 

O atacante Paolo Guerrero, que chegou a parar o seu carro na saída do CT para tirar fotos com os sócios das Camisa 12, preferiu levar a publicação da foto de Emerson na brincadeira. “Todo mundo sabe que o Sheik é maluco e gosta de tirar sarro de tudo”, disse.

Após a vitória do Corinthians sobre o Coritiba no domingo, Emerson usou seu perfil no Instagram para publicar a foto beijando o amigo na boca. Na legenda, o atacante pediu o fim do preconceito. “Tem que ser muito valente para celebrar a amizade sem medo do que os preconceituosos vão dizer. Tem que ser muito livre para comemorar uma vitória assim, de cara limpa, com um amigo que te apoia sempre. Hoje é um dia especial”, dizia trecho da legenda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *