Solucionado assassinato de Radialista

Em Londrina a Polícia Civil concluiu o inquérito sobre a morte do radialista Oscarlino Bento de Souza, que usava o nome artístico Carlos de Souza, e entre os colegas era chamado “Trovão” O delegado indiciou o assassino pelo crime de homicídio, descartando o latrocínio, que é roubo seguido de morte. O autor do crime encontra-se preso e confessou a autoria. O criminoso era conhecido da família da vítima e frequentava a casa desde criança.

Segundo as investigações, o assassino levou objetos da casa de “Trovão” e tirou sua vida com diversas facadas. Apesar disso, o indiciamento foi por homicídio qualificado e furto qualificado. “Ele inicialmente procurava o crime contra o patrimônio, mas quando a vítima o identificou, o dolo dele foi em matar a vítima para ocultar o crime e não para promover a subtração”, explicou o delegado Rafael Souza Pinto, responsável pela decisão. 

A família gostaria que o criminoso fosse indiciado por latrocínio. O documento vai para o Ministério Público que poderá ter um entendimento diferente ou não da polícia civil. O assassino confesso é usuário de drogas e teria cometido o crime para alimentar o vício. Ele inclusive teria se separado da esposa por causa do uso de entorpecentes.

Durante as investigações, foi descoberto que o autor do crime teria dopado cães da vizinhança com pedaços de pão misturados com comprimidos tranquilizantes, para facilitar ainda mais seu acesso à casa. O idosos foi encontrado sem vida por familiares na noite de 26 de janeiro na casa onde morava na rua José Stela, no conjunto Maria Cecília, na zona norte. O laudo do IML apontou que a morte teria ocorrido pelo menos 48 horas antes.

Antenor Ribeiro – Destak News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *