Serviços Socioassistenciais têm novos veículos

O prefeito Marcelo Belinati recebeu, na manhã desta quinta-feira (23), quatro novos veículos destinados aos serviços socioassistenciais desenvolvidos pelo Município. Dois micro-ônibus e um carro de passeio, modelo SUV compacto, serão destinados para a Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) para transporte das equipes e usuários das redes de Proteção Social Básica e Especial. E um micro-ônibus, totalmente adaptado para passageiros com dificuldades de locomoção, será disponibilizado para a Secretaria Municipal do Idoso, para ser utilizado no serviço Casa Dia, que atende idosos em situação vulnerável.

O micro-ônibus que vai atender a Secretaria do Idoso foi adquirido pela SMAS via licitação, com recursos do Fundo Estadual de Assistência Social (FEAS), no valor de R$ 226.700,00. Ele é adaptado para 13 assentos, mais dois lugares para cadeirantes, com cinto de segurança para todos. Possui também poltronas estofadas reclináveis, ar condicionado, passadeira antiderrapante e elevador para acesso de cadeira de rodas. O modelo é Marcopolo –  Volare V8L.

Já os dois micro-ônibus que vão para a SMAS são modelo Volksbus 8160 ODR/MAN e foram doados pelo Ministério da Cidadania, do Governo Federal. Eles possuem capacidade para 23 passageiros e dispositivo de poltrona móvel, cujo  assento desce até o passageiro para levá-lo ao veículo. O valor é de R$ 279.200,00 cada. O carro é um Citroën Aircross Start, motor 1.6, 2019/2020, custo de R$ 60.957,00.

Foto: Emerson Dias

O prefeito Marcelo Belinati disse que os veículos representam uma conquista para a comunidade londrinense, principalmente para os idosos atendidos pelo serviço Casa Dia e para os usuários das redes de Proteção Social Básica e Especial. “Essas pessoas agora passarão a ser assistidas com veículos que possuem acessibilidade, propiciando o transporte adequado e resultando em melhoria das condições de locomoção e inclusão social. É um trabalho voltado para uma população que merece todo o nosso carinho e respeito”, afirmou.

A secretária municipal de Assistência Social, Jacqueline Marçal Micali, destacou que os novos veículos vão beneficiar diversas ações realizadas pela Prefeitura de Londrina. Segundo ela, os idosos que não têm como ir até a Casa Dia, agora terão esse meio de transporte, novo e adaptado para atender suas necessidades. E os demais veículos, que serão utilizados pela Proteção Social Básica e Especial da SMAS, terão inúmeras funções, tanto para o transporte dos usuários para as atividades afins, como para viabilizar que a Assistência Social chegue cada vez mais nos territórios. “Temos 22 serviços na SMAS e 10 CRAS em Londrina e cada um possui uma grande área de abrangência. Então esses veículos vêm para favorecer a locomoção de várias famílias, para que participem das atividades e sejam atendidas pelos serviços”, detalhou.

A secretária municipal do Idoso, Andrea Ramondini, agradeceu a parceria com a Assistência Social, que viabilizou esta importante aquisição para a população idosa de Londrina. “Com toda certeza, este novo veículo, totalmente adaptado, vai promover uma qualidade ainda maior aos idosos atendidos”, comentou.

Casa Dia – O atendimento do serviço Casa Dia, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, inclui o transporte dos idosos desde sua residência até a instituição, quatro refeições, mais assistência e acompanhamento de uma equipe multiprofissional, que contempla fisioterapeuta, psicólogo, nutricionista, enfermeiro e auxiliar de Enfermagem, entre outros profissionais. O serviço foi disponibilizado mediante convênio da Prefeitura com a Fundação Tamarozzi, lançado em abril de 2019.

Voltado às pessoas com 60 anos de idade ou mais em situação de vulnerabilidade, o serviço possui 20 vagas, já preenchidas, e tem o objetivo de garantir, para esta população, o cuidado necessário para sua saúde e bem-estar, enquanto viabiliza, para seus familiares, a execução das atividades produtivas. São investidos R$ 2 mil por mês, em recursos municipais, para cada idoso assistido pela Casa Dia. “É um benefício para os idosos, que são assistidos em suas necessidades, e para o cotidiano e rotina das famílias que agora podem sair para trabalhar e exercer suas atividades produtivas, uma vez que o idoso permanece na Casa Dia em horário comercial”, explicou a secretária Andrea Ramondini.

De acordo com a diretora de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa da SMI, Ana Karina Anduchuka, muitos participantes comemoram as conquistas obtidas graças ao serviço. “Os idosos encaminhados para esse serviço são extremamente vulneráveis na questão social e em relação ao grau de dependência. São pessoas com dificuldades para caminhar, com limitações físicas, e que têm mostrado muitos avanços depois que começaram a participar. Alguns agora conseguem se alimentar sozinhos, com mais autonomia para as atividades diárias. É um trabalho que proporciona ganhos na qualidade de vida dessas pessoas e de suas famílias também”, finalizou.

N.Com

Antenor Ribeiro – Destak News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *