Sercomtel é vendida

A Sercomtel S/A, ou o Sercomtel, quando deixou de ser autarquia para tornar-se uma S/A, tinha um grande projeto para sua expansão e concorrência com as gigantes do setor de comunicação. Porém, ficou pelo caminho. Com a Prefeitura de Londrina e o Estado do Paraná no controle acionário, os entraves burocráticos amarravam a empresa que não tinha armas para enfrentar as grandes empresas que visavam o mercado londrinense e paranaense.

Para complicar ainda mais a situação, o vereador Tercílio Turini, em manobra política, conseguiu aprovar lei municipal que amarrava uma futura venda da Sercomtel à um plebiscito. Chegou a ser realizado um e a resposta de poucos eleitores foi que ficasse como estava.

Foi um longo velório. A notícia é de que a Sercomtel muda de mãos nos próximos dias. Na Bolsa de Valores de São Paulo, um fundo de investimento arrematou a empresa, que nasceu durante a administração do prefeito Hosken de Novaes. Como autarquia o Sercomtel na administração Wilson Moreira teve grande embate como a EMBRATEL devido ao percentual do tráfego mútuo e na queda de braço, acabou levando a melhor. Durante muito tempo o Serviço de Comunicações Telefônicas de Londrina socorrida os cofres municipais nos apuros financeiros para cobrir a folha de pagamento. Nos últimos tempos, porém, precisa de aportes financeiros nem sempre possíveis de fazer  pelos  sócios que agora devem se retirar.

Antenor Ribeiro – Destak News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *