Quantas maneiras para falar de amor

Quando vejo você o coração bate mais forte dentro do peito. Sinto um calor subir ao meu rosto como se o sol do Saara me queimasse de repente. Me aproximo e quando sinto suas mãos entre as minhas, retenho-as o mais que posso, não só para que fique em mim o seu perfume. É um modo meu de lhe dizer, sem falar, do sentimento que me arde o peito.

Outro dia senti um brilho diferente em seu olhar, quando novamente buscava em seus olhos as mesmas faíscas que os meus expelem quando a enxergam. Mas, depois de um sorriso, você se afastou e foi falar com outros amigos que a esperavam. Fiquei olhando você se afastar e uma dor fez doer meu peito, pois me pareceu ser uma ainda sem volta. Como sofro com essa timidez.

Fico olhando, desejando, querendo e calando o coração. Preciso ser ousado como nos meus sonhos, quando é tão fácil chegar e colocá-la em meus braços. E como acordo feliz, quase sentindo seu perfume, após um beijo que nunca passou d pretensão.

Já decorei frases bonitas para lhe falar do meu amor. Procurei no mundo todo uma forma de dizer que a quero. “Je t’aime… I love you… Yo te quiero. Io ti amo”. Quantas maneiras.

Quero amar você. E preciso falar desse sentimento tão bonito, que me faz desejar tê-la para o resto da vida ao meu lado, para que a cada manhã eu possa lhe dizer: “Bom dia, meu amor!”

 

Antenor Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *