Prefeitura terá transmissão de dados acelerada

Iniciativa pioneira no Brasil vai possibilitar o uso da tecnologia de fibra óptica, garantindo uma conexão de dados com até 100 Mbps de velocidade

 

Na manhã desta quinta-feira (15), o prefeito Alexandre Kireeff assinou o contrato para instalação e manutenção de links de comunicação de dados, através de cabos de fibra óptica, para a rede pública municipal. A Sercomtel será responsável pela execução dos serviços e receberá R$ 1.422.481,02 para a instalação do projeto. Além deste montante, mensalmente a empresa receberá R$ 70 mil a mais do que já vem sendo pago atualmente, que é R$ 150 mil mensais.

Com a mudança, o município terá capacidade de implantar serviços e ações tecnologicamente mais eficientes. Eles estarão conectados à internet, através de fibra óptica, com velocidade de 100 Mbps. Os benefícios vão afetar diversos setores e órgãos municipais, como escolas municipais, as duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Unidades Básicas de Saúde (UBSs), secretarias, Centros de Referência de Assistência Social (Cras), entre outros.

“Isso cria condições para que as informações possam ser transmitidas em tempo real, permitindo que os gestores das secretarias municipais possam tomar decisões mais rápidas. É a solução para uma quantidade muito grande de serviços e alternativas administrativas, que acabam gerando melhorias para o atendimento à população”, frisou Kireeff.

Ao todo, serão 349 pontos de rede interligados, sendo que 284 vão utilizar a tecnologia Gpon, de fibra óptica. “Nos demais 65 pontos continuaremos utilizando ADSL, em uma situação melhor do que a atualmente instalada. Estes locais não possuem viabilidade técnica para uso de fibra óptica, como zonas rurais, ou são pontos de pouca demanda”, explicou o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Daniel Pelisson.

Implantação do serviço – A implantação do sistema começa a partir da assinatura do contrato e a Sercomtel tem o prazo de 12 meses para concluir a instalação, prorrogáveis por mais 60. Segundo o presidente da Sercomtel, Christian Schneider, essa é uma iniciativa pioneira no Brasil, visto que, dentre os municípios de mesmo porte, nenhum tem implantado essa tecnologia nessa escala.

“Hoje é um momento ímpar para Londrina. É mais um passo do Londrina Genial. Estamos saindo de 1 mega de capacidade para ofertar 100 megas, ou seja, aumentando 100 vezes a capacidade de transferência de dados, o que nenhum outro município do Brasil tem. Tudo isso vai possibilitar a melhora na prestação do serviço público, a instalação de softwares mais modernos e agilidade no atendimento ao cidadão”, explicou Schneider.

De acordo com o diretor de Engenharia e Operações da Sercomtel, Flávio Borsato, a substituição da tecnologia vai permitir o desenvolvimento de qualquer aplicação de voz, imagem e vídeo com uma qualidade ainda maior. Um dos grandes benefícios será, por exemplo, para a segurança pública. Pois a Secretaria de Defesa Social poderá expandir o serviço de videomonitoramento feito pela Guarda Municipal, para qualquer ponto da cidade, com o registro otimizado das imagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *