Operação “Publicano” tem novos alvos

Gaeco prendeu mais de 20 pessoas em nova fase da Operação Publicano

A quarta-feira foi de muito trabalho para o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em Londrina e outras cidades do estado. Foi deflagrada a segunda fase da Operação Publicano na manhã desta quarta-feira (10), quando por volta das 06:00hs os agentes começaram a cumprir mandados de prisão, busca e apreensão e condução coercitiva. O delegado Alan Flore informou que até por volta das 08:00hs 21 prisões já haviam sido feitas em Londrina. Outras detenções foram realizadas em cidades da região e também na capital paranaense.

Flore não antecipou a quantidade de mandados de prisão nem informou o nome dos presos, como também se comportou Leonir Batisti, em Curitiba. O delegado relatou apenas que os envolvidos são auditores fiscais da Receita Estadual, empresários e contadores.

A Publicano investiga um esquema de corrupção na Receita Estadual, ampliada após delação premiada de um dos principais membros da organização criminosa. Os fiscais são suspeitos de anularem multas em troca de propina. A apuração abrange crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e sonegação fiscal.

Na fase anterior, o Ministério Público denunciou 62 pessoas – sendo 15 auditores – à Justiça de Londrina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *