Nunca é tarde…

Nunca é tarde pra dizer

Eu fiz amor com você. E me dei por inteiro, sem aspas e reticências. Foi sentimento verdadeiro, diamante puro, lapidado e precioso, mas tratado como bijouteria. Entreguei o que tinha de melhor, sem pensar no amanhã, vivendo cada segundo com intensidade.

Quando essa coisa de pele, de cheiro, vontade, desejo e tesão se misturaram, deixei que o amor me levasse. Soltei as rédeas. Cavalguei pelo campo florido, atravessei riachos de água cristalina. Ouvi o canto dos pássaros, senti o aroma do jasmim, vi o sol se por e a lua reinar numa noite linda.

Adormeci em seus braços. Eu fui tão feliz. Obrigado pelo fingimento. Mesmo sem sentir o mesmo, você me deu prazer. Pena que não tenha sido verdadeiro também para você. Quando lhe dei meu abraço, para você foi apenas um amplexo.

Em minha boca ficou o sabor profundo de um beijo bem dado. Fiz amor para valer e para você foi apenas sexo.  Que decepção! Quanta frustração fica agora em mim. Me pergunto por quê e não sei responder, mas continuo te amando, apesar de tudo.

Autor: Antenor Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *