Londrina atrai indústria de Cambé

Conjunto de ações adotadas pela atual administração atrai indústrias para Londrina

A política de tornar Londrina mais amigável para o empreendedorismo rende frutos. Ou pelo menos inverte uma tendência de algumas décadas, quando empresas locais eram atraídas por cidades vizinhas. Na tarde de quinta-feira (17), o prefeito Alexandre Kireeff anunciou que a empresa alemã Wittur irá se instalar em terreno de 24 mil m² na Zona Norte, no eixo industrial desenvolvido pela atual administração. A extensão da avenida Saul Elkind, obra de infraestrutura asfáltica, é um exemplo. A expectativa é de investimentos na ordem de R$ 20 milhões e a geração de 170 empregos.

“Ações de infraestrutura, modificação do marco regulatório, recursos humanos capacitados e a custos competitivos, dentre outros, constituem um conjunto de fatores que tornam Londrina uma cidade competitiva na atração industrial”, disse o prefeito Alexandre Kireeff.

O diretor geral para a América Latina da Wittur, Andreas Witte, explicou que além dos fatores mencionados pelo prefeito, o histórico da empresa na região – está se mudando de Cambé para Londrina a fim de ampliar a planta industrial – foi fator decisivo na opção pela cidade. Além disso, ele disse que a qualidade de vida que Londrina propicia aos seus moradores é um fator de atração para profissionais qualificados, mesmo com patamares salariais inferiores aos praticados nos grandes centros.

O presidente da Codel, Bruno Veronesi, lembrou que a intenção da administração é criar um ambiente favorável para o empresariado. “Rapidez na tramitação dos processos na Prefeitura”, explicou. Disse, ainda, que nos próximos dias irá se reunir com os representantes da DMX, empresa responsável pela construção da planta industrial para a instalação da Wittur.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *