João Havelange tem infecção grave

Segue grave o estado de João Havelange

O ex-presidente da Fifa, João Havelange, foi diagnosticado com uma artrite séptica, uma infecção bacteriana grave que atinge as articulações, com celulite no tornozelo direito. A informação consta no boletim médico divulgado nesta terça-feira e assinado por João Mansur Filho, chefe da unidade coronariana do hospital Samaritano, onde o dirigente está internado.

A internação

O estado de saúde de João Havelange, de 95 anos, é grave e inspira cuidados, revelou o médico João Mansur Filho através de boletim médico divulgado pelo Hospital Samaritano nesta segunda-feira.

O presidente de honra da Fifa está internado no hospital, que fica no bairro de Botafogo, desde a noite de domingo por conta de um quadro infeccioso grave e está sendo tratado com antibióticos administrados por via venosa.

Havelange deixou o quadro do Comitê Olímpico Internacional (COI) em dezembro de 2011 alegando já não estar bem de saúde. No entanto, houve rumores de que ele pediu o desligamento por supostamente estar envolvido em um escândalo de corrupção da ISL, ex-parceira da Fifa, junto com o seu ex-genro, Ricardo Teixeira, que deixou a presidência da CBF na última semana.

Havelange foi presidente da CBD e também Fifa durante 24 anos, entre 1974 e 1998, quando deu lugar a Joseph Blatter. Quando atleta, o brasileiro disputou jogos Olímpicos como nadador e jogador de pólo aquático. Foi durante seu mandato que o Brasil conquistou o tri-campeonato mundial.

Veja abaixo a nota, na íntegra, do Hospital Samaritano
João Havelange, 95 anos, foi internado ontem à noite no Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro, com um quadro infeccioso grave.

Após exames iniciais, o paciente foi internado na Unidade Coronariana e, no momento, recebe tratamento com antibióticos por via venosa.

Segundo o médico João Mansur Filho, depois de visita hoje, 19.03.12, o estado clínico do Presidente de Honra da Fifa é grave e inspira cuidados.

Não há previsão de alta.

A equipe médica que o acompanha emitirá um novo boletim em 24 horas.

João Mansur Filho

Cardiologista

Chefe da Unidade Coronariana do Hospital Samaritano – RJ

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *