Idoso é executado em Astorga

E a violência parece não ter fim. No Paraná um idoso de setenta e um anos foi executado em casa, após ser atraído por um telefonema do neto, obrigado por uma dupla a ligar.

Em casa, a esposa do idoso foi rendida pelos criminosos e nada pode fazer. E assim aconteceu mais um crime que tem aparência de execução, mas com um detalhe importante: os executores procuravam o filho do idoso que foi morto.

Aconteceu em Astorga, próximo ao contorno Sul.  Dois homens encapuzados e armados chegaram na casa e encontraram a esposa de Jovil Eugênio de Souza e o neto do casal, um adolescente de 13 anos.

Após obrigarem o neto a chamar o avô por telefone, esperaram que ele chegasse e perguntaram pelo paradeiro de seu filho, um rapaz que teria passagens pela policia. Ele, porém, não estava no local. E o pai acabou sendo obrigado a deitar-se no chão, onde levou vários tiros na cabeça, morrendo na hora.

O adolescente também foi atingido por dois disparos e foi levado para um  hospital em estado grave.Já a mulher não foi atingida. A polícia civil foi comunicada do ocorrido e compareceu para os levantamentos necessários ao início da investigação. A dupla fugiu, tomando rumo ignorado.

Antenor Ribeiro – Destak News

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *