Grávida farsante está em depressão

Grávida farsante pode ter problemas psicológicos

O que pode levar uma mulher a inventar uma gravidez e ganhar notoriedade em todo o país? A celebridade instantânea, como a Luisa do facebook, pode representar uma vaidade, uma busca de contentar um ego absurdo, mas é difícil imaginar que uma mulher, com boa formação cultural, se deixe levar por uma situação assim. A professora grávida de quadrigêmeos chegou a apresentar uma ultrassonografia falsa para que a gestação tivesse credibilidade. Apareceu em programas de TV, recebeu doações de pessoas sensibilizadas. E de repente um médico que a atendera e sabia que ela não estava grávida, leva à descoberta de uma fraude.

O advogado Enilson de Castro, que representa a mulher que disse estar grávida de quadrigêmeos em Taubaté, no interior de São Paulo, admitiu durante entrevista coletiva nesta sexta-feira (20) que a gestação era falsa. Ele não esclareceu, porém, o que levou Maria Verônica Vieira a mentir sobre a gravidez. “A gente ainda não pode responder essa pergunta”, disse. O advogado afirmou apenas que ela tem problemas psicológicos. A professora afirmou a ele que está “destroçada” com a situação.

A princípio o marido alega que desconhecia a farsa. Pessoas da família comentam que ela aparentava um certo desequilibro psicológico.

O defensor disse que a mulher não desmentiu a gravidez antes por causa da grande repercussão que o caso tomou. A probabilidade de uma gravidez espontânea de quadrigêmeos é de 1 para 512 mil. O advogado que antes cuidava do caso, Marcos Leite, agora é contratado apenas do marido.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *