Filha de Flordelis mandou matar pastor

Simone dos Santos Rodrigues, filha biológica da deputada Flordelis (PSD-RJ) disse que pagou R$ 5.000 pela morte do padrasto Anderson do Carmo, em 16 de Junho de 2019.

A confissão foi feita em depoimento realizado  no dia 22 de Janeiro. Ela, que está presa desde agosto de 2020 por acusação de envolvimento no caso, afirmou que o dinheiro foi entregue para Marzy Teixeira, sua irmã ( filha adotiva da deputada), para que ajudasse no assassinato. “Dei cinco mil para Marzy. Disse que não aguentava mais. Pedi para ela me ajudar. Estava passando por maus momentos. Não havia um plano. Só estava desesperada”, declarou. Ela alegou que só tomou a atitude por não aguentar mais as investidas sexuais por parte de Anderson. Simone disse ter flagrado o pastor se masturbando no pé de sua cama e que ele subia em seu quarto “de manhã e à noite”. “Todos os dias ele subia no meu quarto de manhã e à noite. Mas eu nem acreditava que ela (Marzy) teria coragem de fazer isso de fato. Entreguei a ela o dinheiro depois não soube de mais nada”, afirmou.

“Ele sempre demonstrou interesse, mas começou a dar a entender em 2012, quando ele começou a pagar meu tratamento. Ele falava para eu olhar para ele com carinho. Disse que se eu não andasse na cartilha dele, ele não pagaria meu tratamento”, disse a filha da deputada. A advogada Daniela Grégio, que defende Simone, declarou que o crime ocorreu “em defesa da honra” de sua cliente. “Simone planejou o crime para defender sua honra e porque não aguentava mais as investidas de Anderson. Nossa tese será de que ela sofreu coação moral irresistível”, afirmou a criminalista. Já o advogado de Flordelis, Anderson Rollemberg, disse que a confissão de Simone tira a responsabilidade da deputada, que é acusada de arquitetar a morte de Anderson.

Antenor Ribeiro – Destak News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *