Empresária morre em assalto na frente dos filhos

Não há garantia de segurança em nenhum lugar. Por mais que o governo anuncie planos para aumentar a segurança nos grandes centros, a ação criminosa ainda faz vítimas inocentes. Em São Paulo, a cidade brasileira com o maior aparato para a prevenção ao crime, uma empresária foi morta durante uma tentativa de assalto na região do Rio Pequeno, na Zona Oeste de São Paulo. Isto aconteceu na noite de segunda-feira (15). Ela e os filhos foram abordados pelos criminosos quando saíam de uma festa em um condomínio, onde existe também a segurança particular.

Acompanhada pelos filhos, Vanessa Baroni, de 39 anos, caminhava até o carro, um Audi TT laranja, estacionado na frente do condomínio na Rua Renato Egídio de Souza Aranha. E então foram abordados por dois homens que estavam em uma moto. Os filhos de Vanessa fizeram exatamente o contrário do que é a orientação de especialistas: reagiram e os criminosos atiraram.

A empresária foi levada para o Hospital Cruzeiro do Sul, em Osasco, na Grande São Paulo, mas não resistiu e morreu. Um dos filhos também ficou ferido com gravidade e segue internado no mesmo hospital.

O caso foi registrado no 91º DP, na região do Ceasa. Uma câmera de segurança instalada na frente do condomínio de onde Vanessa saía poderá ajudar a polícia a esclarecer detalhes do homicídio, para identificar, localizar e prender os criminosos.

Todo cuidado é pouco. Ao retornar a um veículo deixado na rua sempre é bom certificar-se de que estranhos não estão se aproximando. Duplas em motos, à noite, serão sempre suspeitas. Estacionar em lugares escuros e distantes de onde será possível conseguir socorro, sempre é temerário. A polícia não consegue realizar patrulhamento em todos os bairros, por falta de contingente para tal nas grandes e médias cidades. E reagir a um assalto deste tipo, sempre envolve um grande risco de insucesso.

Antenor Ribeiro – Destaknews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *