Dilma deseja sorte para Cristina Kirchner na cura do câncer

Carolina Pimentel

Repórter da Agência Brasil

Brasília – A presidenta Dilma Rousseff telefonou na tarde de hoje (28) para a presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, diagnosticada com câncer na tireoide.

De férias na Base Naval de Aratu, na Bahia, Dilma desejou sorte a colega argentina e disse que Kirchner terá “força necessária” para enfrentar a doença, segundo informações divulgadas no Blog do Planalto. Dilma tratou um câncer linfático, descoberto em 2009 – hoje considerado curado pelos médicos.

Reeleita há dois meses para o segundo mandato, Cristina Kirchner, 58 anos, vai se afastar da presidência Argentina até o dia 24 de janeiro. Ela será submetida, no próximo dia 4, a uma cirurgia para a retirada do tumor no lado direito da glândula tireoide, responsável pela produção de hormônios para regular o metabolismo do organismo. A operação será feita no Hospital Austral, em Buenos Aires, capital argentina.

Outras autoridades da América Latina também estão em tratamento médico contra o câncer. No Brasil, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva faz tratamento contra um tumor na laringe. Na Venezuela, o presidente Hugo Chávez faz quimioterapia contra um câncer que começou com um tumor na região pélvica. O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, fez sessões de quimioterapia em São Paulo e também em Assunção para tratar de um linfoma.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *