Além da pele

 

O que eu quero em você está além da pele

O que me atraiu em você não ficou lá no motel

O que me faz querê-la nos aguarda a cada novo dia

Ficaram marcas de todos os momentos

Nossas pegadas se misturam em nossa caminhada

Se a levei em meus braços, muitas vezes também estive em seu colo

Vibramos ao mesmo compasso tantas vezes, que a sintonia permanece

Não são os vincos da pele que contam

Nem cabelos brancos que aparecem

Nem os passos por atalhos ou desvios

Pois sempre reencontramos o caminho

Vale mesmo é o querer constante

O reacender da chama

A lembrança que faz renascer o desejo

O prazer renovado ao me encontrar no fundo dos seus olhos

*Antenor Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *