11 de Maio

Era Domingo, com um sol brilhante
E teve futebol naquela tarde quente
Quando a noite se anunciava ouvi seu convite
Era para ser só um filme interessante

E no escurinho do cinema esquecemos a tela
Quando nossas bocas se procuraram
E mesmo naquela cúmplice penumbra
Pude ver em seus olhos que iríamos além

Quando saimos dali já andávamos de mãos dadas
Estivemos em um bar e juntos numa mesa
Falamos de nossas vidas aparentemente tão distintas
E deixou bem claro qual era seu propósito

Sua história me pareceu tão densa
Cheguei a imaginar que não seria personagem dela
Imaginei que alguém com toda sua maturidade
Talvez quisesse apenas uma nova diversão

Tão nova, tão experiente, já machucada pela vida
Me pareceu alguém que devesse proteger
E me anunciei mais velho, mais experiente
Me fiz mais adulto do que na verdade era

Sua proposta me aguçou o desejo
Porém temi que pudesse estar brincando
Dei um tempo no que pensei fosse só um jogo
E um mês depois o desejo nos uniu

Depois disso vivemos tantos momentos
Alguns mais graves, tensos, decepcionantes
Até a idade poderia ter nos separado
Porém o depois foi ainda melhor que o antes

Deixamos que os dias fossem nos revelando
Sentimentos que até então não conhecíamos
Como sentir falta de um abraço na escada
Ou uma despedida num final de noite

Tivemos idas e vindas nestes primeiros tempos
Porém já estava definido que seríamos um casal
Soubemos passar pelos ventos e enfrentar as tempestades
Saboreando pingos de chuva e contemplando arco-íris

Olho ainda hoje para você
Com os olhos do garoto que queria uma aventura
Sem saber naquele tempo que a maior ventura
Foi Deus tê-la colocado em minha vida.

Antenor Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *