Travesti assassinado em Londrina

Um travesti foi assassinado em Londrina

Na madrugada da segunda-feira Londrina teve mais uma morte brutal. Na Avenida Leste oeste, esquina com a Cabo Verde, região central da cidade, um travesti foi espancado e morreu. Testemunhas afirmam que um veículo Citroen de cor Prata passou várias vezes pelo local, até que parou e desceram três elementos que partiram para cima de dois travestis que costumam fazer ponto por ali. Um deles conseguiu fugir, porém o outro encarou os agressores e levou a pior. Acabou sendo morto.

Neste mesmo local, em 2016 um outro crime vitimou um travesti que usava o nome de Tainá. Na ocasião, o travesti foi vítima, supostamente, de um cliente com quem discutiu na rua Cabo Verde, próximo da Vila Nova, região da Leste Oeste. Tainá ainda foi socorrida, após levar uma facada no pescoço, mas morreu ainda na ambulância.

 

Nesta segunda-feira, 10,  equipes da 4ª CIA Independente da PM foram ao endereço do proprietário do veículo e lá tiveram a informação de que ele fora vendido para Anderson Aparecido dos Santos Pires. Este veículo foi encontrado abandonado na Av. 10 de Dezembro. Uma equipe da PM fazia guarda de um preso no Hospital Zona Sul, quando recebeu a informação de que dera entrada no local um homem com ferimento de faca. Isso ocorreu em horário próximo ao assassinato ocorrido na Leste Oeste. E constatou-se que o ferido atendido era Anderson, suspeito de ter participado do homicídio. À Polícia ele informou ter sido roubado e que levaram o carro e o esfaquearam. Porém, uma testemunha o reconheceu como um dos três autores do homicídio, e ele teria sido ferido em razão da reação da vítima, que também portava uma faca. Ele recebeu voz de prisão e ficou internado sob guarda.

Com informação da Rádio CBN/Londrina

Antenor Ribeiro – Destak News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *