Tim espera solucionar problemas rapidamente

TIM deve apresentar proposta para solucionar problemas de qualidade na segunda-feira

Luciene Cruz
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A empresa de telefonia TIM teve reunião hoje com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e deverá entregar uma proposta preliminar para solucionar os problemas nos serviços da empresa na próxima segunda-feira.

Na reunião de hoje (19), foram discutidas as premissas exigidas pela agência reguladora e que devem constar no plano de melhoria de qualidades. As informações são do superintendente de Serviços Privados da Anatel, Bruno Ramos.

A agência reguladora suspendeu, a partir de segunda-feira (23), a comercialização de linhas de telefonia celular e internet da operadora TIM para 19 unidades da Federação.

Entre as reclamações contra a TIM estão a manutenção da chamada, taxa de velocidade média, e resolução de problemas nos call centers. O último item, segundo Ramos, tem várias queixas, já que os usuários necessitam ligar várias vezes até conseguir ter o problema resolvido. O superintendente destacou ainda que a operadora aumentou a oferta de serviços, mas não manteve a qualidade.

“A questão básica da entrega (de serviços) é que precisa ter rede, para suportar o aumento de tráfego. O aumento do tráfego necessita de investimentos. A TIM necessita melhorar os equipamentos, as antenas, a capacidade de transmissão. A TIM cresceu muito. O tráfego em interurbano e a instalação de equipamentos de longa distância são coisas demoradas, e é isso que a gente vai cobrar da operadora”, disse Ramos.

Para atestar a qualidade das mudanças propostas, a Anatel vai fiscalizar mensalmente a efetividade dos serviços. “Vamos colocar pontos de controle e verificar se está sendo cumprido e a partir desse momento passamos para outro estágio de exigência”.

Ramos ressaltou que as operadoras são responsáveis por todos os postos de venda. Isso significa que mesmo as vendas em bancos de revistas ou supermercados são de responsabilidades das empresas. Caso ocorra alguma venda a partir da próxima segunda-feira, as operadoras de telefonia móvel serão punidas.

“A habilitação é feita na base de dados da empresa que tem total controle da base de dados. Ela sabe exatamente se vai habilitar ou não. Se ela habilitar a partir de segunda-feira modifica essa base de dados, a Anatel saberá e notificará a empresa”.

A suspensão da Anatel também atingiu as operadoras Oi e Claro, as empresas terão os serviços suspensos, em cinco e três estados, respectivamente. Amanhã (20), às 11h, representantes da Oi serão recebidos pelo superintendente da Anatel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *