Taxa Selic deve ter nova queda

Mercado aposta em novo corte de 0,75 ponto percentual na Selic na reunião do Copom desta semana

Analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central (BC) esperam mais uma redução da taxa básica de juros, a Selic, de 0,75 ponto percentual. O Comitê de Política Monetária (Copom) do BCreúne-se amanhã e quarta-feira (18) para definir a Selic, que atualmente está em 9,75% ao ano.

Na reunião de março, o Copom reduziu a taxa em 0,75 ponto percentual. A expectativa é que depois do segundo corte em igual patamar, a Selic não seja mais reduzida este ano. Em janeiro, houve queda de 0,5 ponto percentual. Mas, em 2013, os analistas consultados pelo BC esperam aumento da taxa básica, que deve encerrar o período em 10% ao ano.

A previsão dos analistas para este ano leva em consideração a informação do BC de que a Selic ficará “ligeiramente acima dos mínimos históricos”. A menor taxa registrada foi 8,75% ao ano.

O Copom reduz a Selic quando considera que a inflação está sob controle e quer estimular a atividade econômica. No sentido oposto, a taxa é elevada quando a autoridade monetária avalia que a economia está muito aquecida, com alta dos preços. Então, o Copom sobe a taxa para incentivar a poupança, desestimular o consumo e segurar a inflação.

De acordo com as expectativas dos analistas, a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve ficar, tanto neste ano quanto no próximo, acima do centro da meta de 4,5%, mas abaixo do limite superior de 6,5%. Para este ano, a previsão é 5,08%, ante 5,06% previstos no documento divulgado pelo BC, na segunda-feira passada. Para 2013, a projeção para o IPCA permanece em 5,5%.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *