Santos despacha o São Paulo no Morumbi

Santos bate o São Paulo e pega o Guarani na final paulista

Um belo jogo no Morumbi, em São Paulo, terminou com a festa do Santos, que chega à quarta final consecutiva do campeonato. E pode ser tri após decisão a ser jogada em dois jogos.

O time de Leão só não tinha Luiz Fabiano, que recebeu o terceiro cartão amarelo na partida anterior. O Santos não escalou Juan, seu lateral esquerdo, emprestado pelo próprio São Paulo e nem o titular da lateral direita, Fucile, contundido. Henrique e Ibson, que eram titulares até recentemente, também ficaram de fora, assim como Borges, que não está em boa fase.

O jogo começou com o São Paulo tentando ir à frente, mas assim que retomou a bola, Arouca, pelo Santos, arrancou e fez excelente passe para Alan Kardec, que foi derrubado na área por Paulo Miranda. Pênalti. Neymar foi para a cobrança e mandou no canto oposto ao escolhido por Denis, o goleiro tricolor.

Com a vantagem no placar o Peixe jogou como queria, deixando o São Paulo tomar a iniciativa, mas esperando sempre o contra-ataque. E com um passe preciso de Ganso, numa recuperação de bola na intermediária do São Paulo, Neymar ganhou na corrida de Paulo Miranda e mandou para o fundo das redes, fazendo 2 x 0 para o Santos, na casa do São Paulo.

No intervalo Leão trocou Piris, o lateral, que estava amarelado após várias faltas em Neymar. Inclusive uma que merecia expulsão, pois o uruguaio se irritou após cinco dribles de Neymar e apelou feio. Mas levou apenas cartão amarelo.

Fernandinho também entrou no lugar do apagado Jadson e deu mais poder ofensivo ao tricolor.

William José chegou a diminuir, marcando um gol em impedimento não anotado pelo árbitro. Mas foi só o que o São Paulo conseguiu. O dia era de Neymar. O garoto recebeu uma bola de Léo, o lateral esquerdo, derivou para o meio e soltou um chute forte, com efeito, que o goleiro Denis poderia ter espalmado para a frente ou para escanteio, mas tentou segurar e ficou com as penas nas mãos. Era o terceiro do Peixe, o 102º de Neymar com a camisa do time e a pá de cal e o carimbo no passaporte para a final.

 

Em Campinas o Guarani viu a Ponte Preta sair na frente, mas teve forças para reagir e virar para 3 x 1, garantindo o direito de disputar a final com o Santos. O primeiro jogo será em Campinas e a partida final tem mando do Peixe, que pode jogar na Vila, no Pacaembu ou no Morumbi.

Antenor Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *