Riqueza de Barbosa Neto sob suspeita

Prefeito sob suspeita de enriquecimento ilícito

Mais uma denúncia envolve o prefeito de Londrina, Homero Barbosa Neto.Desta feita o Ministério Público (MP) deve apurar uma denúncia anônima de pagamento de propina na licitação do lixo em Londrina e o interesse do prefeito Barbosa Neto (PDT) e do empresário Sérgio Malucelli, gestor do futebol do Londrina Esporte Clube (LEC), de comprarem uma emissora de rádio em Apucarana (50 km de Londrina) no valor de R$ 4,5 milhões. Segundo a denúncia, a empresa Vega Sopave teria pago R$ 1 milhão de propina para vencer a licitação do lixo em Londrina. A licitação está suspensa por decisão judicial. Em relação à compra da Rádio Tribuna Soft FM de, Apucarana, o proprietário chegou a confirmar aos promotores uma oferta de R$ 4,5 milhões feita pelo prefeito e por Sérgio Malucelli. A compra seria feita com R$ 2,5 milhões pagos à vista e os outros R$ 2,3 milhões em 24 parcelas.

Segundo o promotor de Defesa do Patrimônio Público, Renato de Lima Castro, a investigação vai levar em conta se houve um enriquecimento ilícito por parte do prefeito. “É necessário ter uma fonte de renda muito interessante para fazer uma proposta como esta. A promotoria deve ingressar com uma ação de improbidade administrativa. Nesse caso se trata de ação na esfera cível e com isso o prefeito não tem foro privilegiado nesta investigação”, conforme disse o promotor à Rádio Paiquerê AM.

O promotor relatou que o vereador Joel Garcia (PP), em  depoimento já prestadso, confirmou estas denúncias depois de uma conversa com Sérgio Malucelli. “O vereador conversou com o Malucelli que confessou na íntegra todos estes fatos. Joel Garcia prestou detalhes importantes sobre estas informações”, declarou.

O promotor informou que o gestor do LEC, informalmente, confirmou ao MP as informações sobre a intenção de compra da emissora de rádio. Apesar de disso, no entanto, acabou não comparecendo para prestar esclarecimentos como estava previsto para ocorrer na sexta-feira (1º). “Nós esperávamos a sua presença nesta sexta, mas, infelizmente, foi uma estratégia da defesa o não comparecimento”, finalizou.

Sérgio Malucelli era aguardado para prestar depoimento no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), e agora deve ser notificado oficialmente pelo MP. Malucelli foi chamado para esclarecer também o que estava fazendo na prefeitura no dia 24 de abril, quando houve as prisões do ex-secretário municipal Marco Cito e do empresário Ludovico Bonato, envolvidos no caso de pagamento de propina ao vereador Amauri Cardoso (PSDB).

O Gaeco investiga a origem do dinheiro utilizado no pagamento do suborno ao vereador por Ludovico Bonato.

 

 

Um comentário em “Riqueza de Barbosa Neto sob suspeita

  • 3 de junho de 2012 em 1:23 pm
    Permalink

    Os políticos em sua maioria só leva o dinheiro público. Seja este ou aquele, têm seus salários como rendimentos simbólicos.Sabem-se de muitos que entraram duro na política e hoje moram em mansões , têm fazendas, empresas, tudo dinheiro do erário. Por isso que os honestos se afastam da política. Muitos entraram duro na política e hoje estão com os bolsos cheios de grana suja. Como pode o Barbosa que era um durão do rádio, hoje tem este capital para comprar outra rádio de milhões de reais. De uma coisa podem ter certeza estas pessoas vão pagar na justiça divina pois muitos estão passando necessidades por falta de tanta coisa útil ao bem estar social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *