Recomeço

Fiquei pensando sobre as tantas coisas que falamos, em momentos diversos. Vivemos instantes intensos de total harmonia, de prazer comum, de uma busca mútua da satisfação plena e fomos felizes, eu sei!

Porém, a vida não se compõe apenas de momentos assim. As retas se misturam com curvas, contornos, bifurcações perigosas e a estrada às vezes parece não ter lugar para dois. Foi assim também com a gente.

Lembro de dias lindos, quando desfrutamos da brisa leve que soprava num vale e íamos de mãos dadas, cantando, felizes, como crianças. Em outros tempos estivemos lado a lado nas brincadeiras na areia da praia, entrando no mar, procurando abrigo entre pedras e ali desfrutando de momentos que só nós sabemos.

Me vem à memória aquelas noites lindas, de lua cheia, em que saíamos de um baile, onde ao dançar sentíamos a reação de nossos corpos e a libido à flor da pele nos levava a procurar um canto onde pudéssemos completar a intenção de nossos olhos.

São tantos momentos inesquecíveis!

E quando penso em você à minha frente, falando sem parar, gesticulando nervosamente, fazendo cobranças, quase não a reconheço. Possessiva, exclusivista, querendo satisfação, ofensiva! A imagem é tão estranha e diferente, que me assusta de novo.

E não me reconheço nas respostas que dei, nas palavras que proferi, nas ofensas que escaparam. Não era um diálogo racional, mas uma discussão descabida, gerada por um ciúme doentio. Essa patologia me causava tão mal que não medi consequências, ao encerrar a conversa, dizendo que seria melhor então terminar tudo.

Sim, eu disse que podia sair, e apontei a porta. Alterei a voz, fui agressivo, e na rispidez do gesto, não imaginei que teria a atitude de, engolindo o choro, sair dizendo que iria para nunca mais voltar.

Lembro que você disse que eu iria me arrepender. Foi como se rogasse uma praga. Seus olhos marejados, expelindo faíscas, faziam ainda mais ferinas as suas últimas palavras.

-Vou sim… por que você não merece o meu amor!

Sim, foi isso que você disse ao sair da minha vida. Hoje, reflito sobre o ocorrido e estou determinado a lhe procurar para tentar uma explicação. Vieram me falar que você não está feliz! Teve gente que viu você chorar ao se referir ao término da nossa relação.Não foi recado que você mandou. Mas estou saindo para tentar um recomeço, pois quando lhe disse que podia ir, na verdade tinha esperança de que quisesse ficar.

Acredito que não acabou o sentimento que um dia nos jogou um nos braços do outro. E não posso perder a chance de ser feliz ao lado da mulher que não me sai do pensamento. Vou pedir para que esqueça tudo o que passou e dê mais uma chance ao nosso amor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *