Vettel é primeiro e Massa é segundo

A Ferrari tem um carro competitivo, havia dito o brasileiro. E na segunda prova do ano, ele aparece à frente de Alonso, ao lado do pole. O vento que trouxe chuva e emoção ao treino classificatório para o GP da Malásia parece ter trazido também, de vez, a boa fase para Felipe Massa. Com o cronômetro zerado, o brasileiro conseguiu o segundo lugar no grid e voltará a largar na primeira fila, quebrando um jejum de três anos, desde a corrida do Bahrein, em março de 2010. Na frente dele, na pole position, nada do campeão Fernando Alonso, seu companheiro de Ferrari, mas sim o atual campeão alemão, Sebastian Vettel, da RBR. É a quarta etapa seguida em que o brasileiro se classifica à frente do espanhol. Duas delas nas últimas provas do ano passado, nos EUA e no Brasil, e a outra na Austrália, na semana passada.

Alonso chegou a figurar na primeira posição nos segundos finais com o tempo de 1m50s727, mas viu seu algoz Vettel lhe tirar do topo ao cravar 1m49s674 já com o cronômetro zerado. Na sequência, foi desbancado também por Massa, que anotou 1m50s587. Com isso, o espanhol largará em terceiro, seguido por Lewis Hamilton (Mercedes), Mark Webber (RBR) e Nico Rosberg (Mercedes).

Os comissários de prova do GP da Malásia concluíram que Kimi Raikkonen atrapalhou o alemão Nico Rosberg (Mercedes) durante o treino deste sábado e penalizaram o piloto da Lotus com a perda de três posições no grid da corrida deste domingo. Assim, o finlandês, que havia se classificado em sétimo, terá que largar em décimo.

Com a punição a Raikkonen, Jenson Button (McLaren), Adrian Sutil (Force India) e Sergio Pérez (McLaren) ganharam uma posição cada um, começando a prova, respectivamente, em sétimo, oitavo e nono. Nico Rosberg parte em sexto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *