Preso vereador Rony Alves

Envolvido em denúncia de tentativa de recebimento de propina, o vereador petebista Rony Alves foi preso neste sábado. Juntamente com outros parlamentares o vereador responde por uma ação que investiga denúncia de um empresário londrinensne, Júnior Zampar. E este mesmo autor da denúncia que gerou a Operação ZR3 teria sido alvo de ameças proferidas pelo professor Rony, como é mais conhecido o edil.

Afastado do cargo, Rony Alves (PTB) foi preso na manhã deste sábado (22) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Londrina. Segundo o coordenador do Gaeco, Jorge Fernando Barreto da Costa, “Professor Rony” proferiu ameaças contra o produtor rural Júnior Zampar, principal testemunha da Operação ZR3, que investiga um suposto esquema de cobrança de propinas para mudanças de zoneamento no Município.

As ameaças teriam sido comprovadas pelas câmeras de segurança de uma agência bancária, onde Rony Alves teria abordado a testemunha. A tornozeleira eletrônica usada atualmente pelo vereador afastado também apontou a hora e o local exato relatado por Zampar.

O vereador é monitorado eletronicamente desde o início da operação desencadeada pelo GAECO, no final do mês de janeiro deste ano. Rony Alves e o vereador afastado Mário Takahashi (PV) são apontados como líderes do grupo criminoso, formado em Londrina para obter vantagens ilícitas nas mudanças de zoneamento da cidade.

Com informação da Rádio Paiquerê

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *