Presidente interino da Câmara faz trapalhada

Alguns políticos se notabilizam por grandes gestos na história da República no Brasil. E são lembrados por grandes lutas, gestos, palavras,declarações. A história registra isto para o ensino aos jovens que construirão o futuro da nação. Certamente a trapalhada feita pelo atual presidente da Câmara dos Deputados entrará para o anedotário. Recém empossado devido ao afastamento de Eduardo Cunha, envolvido em denúncias na Lava Jato, Maranhão é um obscuro parlamentar do Partido Progressista, componente do chamado Baixo Clero, que sucumbiu à tentação de um ato que o ridiculariza.

maranhão trapalhãoO presidente interino da Câmara dos Deputados, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), tentou anular hoje (9) as sessões do dias 15, 16 e 17 de abril, quando os deputados federais aprovaram a continuidade do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Ele acatou pedido feito pela Advocacia-Geral da União (AGU).

Após encontros com politicos do PCdoB e o Advogado Geral da União, Maranhão resolveu editar um ato em que tornava nula a votação do impeachment da presidenta Dilma Rousseff na Câmara. Foi aplaudido pela minoria que apoia a petista e ocupou o noticiário políticos de todos os veículos de comunicação nesta segunda-feira, 9 de maio.

Caricato, estapafúrdio e melancólico, ele escreve seu nome numa página importante da história atual do país, ao tentar interferir num processo legítimo iniciado no Legislativo e referendado pelo Supremo Tribunal Federal, que foi chamado a determinar procedimentos. De obscuro, apesar de contra ele pesarem algumas acusações, Maranhão foi à ribalta política e despenca do picadeiro como um palhaço trapalhão, quando o presidente do Senado resolve ignorar seu ato e dar prosseguimento aos trabalhos normais da Câmara Alta, em relação ao processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

De vice inexpressivo a presidente da Câmara dos deputados do Brasil, Maranhão vira alvo do próprio partido, o PP, que cogita sua expulsão.

Antenor Ribeiro – Destaknews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *