Prefeito ainda resiste à renúncia

José Joaquim Ribeiro (sem partido), prefeito da cidade de Londrina, passou o fim de semana recolhido em casa. Procurado pela imprensa, não quis se pronunciar e nem conceder entrevista, falando apenas pelo interfone de sua casa. Anunciou que deve fazer um pronunciamento nesta segunda-feira a respeito do seu futuro.

Entidades como ACIL e OAB cobram sua renúncia, entendendo que ele não tem mais condições morais para seguir à frente do Executivo londrinense. Porém, José Ribeiro tem dito não seguidamente quando indagado sobre a possibilidade de renúncia. Isto pode mudar, porém, após uma rodada de conversas com os advogados que o assessoram.

Nesta segunda-feira o prefeito tem compromisso oficial, recebendo um representante da Rússia, que pode anunciar investimentos em Londrina. Após isto é certo que haverá cobrança sobre sua definição a respeito do cargo que ocupa. Desfiliado do Partido Social Cristão, do qual foi ameaçado de expulsão, o prefeito diz que está perdendo amizades de mais de trinta naos, após a confissão que fez ao Gaeco, de ter recebido propina de empresários investigados por conta de uma compra superfaturada de uniformes escolares na administração Barbosa Neto, de quem era vice. Ele se referia ao ex-secretário de fazenda e seu amigo pessoal, Lindomar Mota dos Santos, que deixou a pasta logo após explodir a revelação do depoimento prestado por Ribeiro.

O prefeito fala em “compromisso com a cidade”, quando defende sua permanência no cargo. E, ficando, ele crê que contraria interesses políticos, que não especificou. Sem líder na Câmara Municipal, após a decisão de Antenor Ribeiro (PSC) de abdicar da função após tomar conhecimento do depoimento do prefeito, José Ribeiro não conseguirá fazer tramitar matérias importantes para a cidade no Legislativo. Os vereadores defendem a idéia de uma Comissão Processante,que poderá ser instalada logo após um parecer jurídico que deve ser tornado público na terça-feira. Caso não renuncie antes de consumada a Comissão Processante, ele sofrerá suas consequências, mesmo que venha a renunciar posteriormente.

Isnard Cordeiro – Destaknews

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *