Polícia Federal ouve Lula sobre “Mensalão”

E finalmente Lula foi depor à PF

Chegou finalmente a vez do ex-presidente Luiz Inácio lula da Silva prestar depoimento à Polícia Federal em um inquérito complementar do famoso “Mensalão”, a AP 470.

Lula falou na condição de testemunha, após citações do Operador do Mensalão, Marcos Valério. Isto aconteceu em Brasília, no dia 9 de dezembro.

Pelo que foi apurado Lula não relatou grandes novidades. A policia Federal pretendia ouvir o ex-presidente há algum tempo. Desde fevereiro a Polícia Federal tentava  ouvi-lo na condição de testemunha, mas ele negava ter recebido convite para testemunhar. Irônico, Lula chegou a dizer para a imprensa: “Não sei como vocês ficam sabendo de uma notificação que eu não recebi. Não sei se é o editor, o redator, sinceramente não sei”, chegou a dizer, dizendo-se pronto para ajudar caso fosse chamado.

Marcos Valério, o publicitário mineiro condenado no processo Mensalão, prestou novos depoimentos à polícia Federal, após ter sido condenado, tentando buscar algum benefício, já que lhe coube a maior pena imposta na Ação Penal 470.  Valério compareceu espontaneamente à Procuradoria Gerald a Republica  e com suas novas declarações buscava algum benefício. Condenado, ele está detido em Minas Gerais, seu estado natal, cumprindo pena de mais de 37 anos de prisão.

Os inquéritos tramitam em Brasília e em Minas Gerais.  Foram instaurados mais seis procedimentos no Ministério Publico Federal para apurar as acusações de Marcos Valério. Pelo que se tem notícia, pelo menos dois já foram arquivados.  Para os aliados de Lula as notícias à respeito do assunto têm apenas o objetivo de desgastá-lo.  E lembram que o ex-presidente não é investigado no caso. Seu depoimento pode propiciar a finalização de pelo menos um dos inquéritos abertos, com o arquivamento ou a proposta de uma nova ação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *