Suécia e Inglaterra seguem na Copa

As oitavas de final chegam ao último dia com dois duelos equilibrados. Suécia e Suíça se enfrentaram em São Petersburgo, enquanto Colômbia e Inglaterra jogaram em Moscou. São os jogos que faltavam para definir todos os confrontos das quartas de final, que começam sexta-feira (6).

Suécia 1 x 0 Suíça – 11h, São Petersburgo

A Suécia se classificou com autoridade em primeiro lugar, em um grupo com a Alemanha e o México. “Não chegamos às oitavas só por causa da nossa força coletiva na defesa, mas também porque ousamos no jogo ofensivo e faremos tudo o que for possível para alcançar uma performance parecida com que a tivemos contra o México”, disse o zagueiro e capitão Granqvist, referindo-se à vitória por 3 a 0 na última rodada da primeira fase.

A Suíça foi o único time a fazer gol no Brasil (com falta no zagueiro Miranda) até agora. Mostrou boa defesa e armas ofensivas perigosas com Xhaka, Shaqiri e Seferovic. Para o técnico Vladmir Petkovic, o time pode melhorar e correr menos riscos. “Nos colocamos em perigo nos primeiros três jogos. Agora, queremos controlar a partida desde o começo. Estaremos famintos como nossos fãs que vieram para São Petersburgo. Parece que despertamos algo na Suíça”.

E com a bola rolando a Suécia se deu bem. Fez 1 a 0 e teve um pênalti não confirmado no minuto final da prorrogação. Passa para a próxima fase e comemora.

Colômbia 1 (3) x 1 (4) Inglaterra – 15h, Moscou

A Colômbia chegou às oitavas após uma classificação suada no jogo contra o Senegal. James Rodríguez, que saiu de campo ainda no primeiro tempo do jogo reclamando de lesão, não se recuperou para a partida. Um desfalque importante para o time colombiano.

A Inglaterra, por sua vez, chegou com um time descansado. A maioria dos titulares foi poupada na última rodada da primeira fase e teve tempo para se recuperar fisicamente de eventuais desgastes. Foi um bom teste para a equipe inglesa, que empatou por 1 a 1 no tempo normal e foi para o drama dos pênaltis. Esteve para ficar de fora, quando a Colômbia ficou à frente, com Ospina defendendo uma penalidade. Porém, na sequência a Colômbia desperdiçou e o drama virou de lado quando tudo estava igual em 3 para cada lado e na última cobrança o colombiano despediçou, deixando que na última batida a seleção inglesa confirmasse a sua passagem para as quartas-de-final.

Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *