Mulheres PMs são homenageadas

Mulheres policiais militares e civis colaboradoras recebem o carinho e o reconhecimento da Polícia Militar em alusão ao Dia Internacional da Mulher, em Curitiba (PR)

Responsabilidade, qualidade e dedicação são alguns adjetivos que a mulher possui, que se evidenciam com a delicadeza, sensibilidade e parcimônia. Ciente dessas qualidades e da importância da mulher na corporação, a Polícia Militar do Paraná realizou uma homenagem e ofereceu um delicioso café da manhã às policiais militares e profissionais civis que trabalham no Quartel do Comando-Geral em alusão ao Dia Internacional da Mulher, comemorado mundialmente no dia 8 de março (domingo). Houve ainda sorteio de artigos de maquiagem e cosméticos cedidas pela Marie Kay e Banco Alfa. A solenidade foi presidida pelo Chefe do Estado Maior da PM, coronel Carlos Alberto Bührer Moreira.“Hoje é o dia em que devemos lembrar-nos das mulheres de nossa família, do trabalho e de todas que estão presentes no nosso dia a dia. A mulher, na Polícia Militar, representa a humanização em todas as atividades policiais, por meio da sua sensibilidade, delicadeza e dedicação”, parabenizou o coronel Bührer. “Ao decorrer dos anos, nós homens aprendemos a valorizar e respeitar a competência da mulher em nosso meio”,complementa.

Uma das incentivadoras da garantia da mulher dentro da corporação militar, a major Iracema Maschio Figueiredo e integrante da 1ª turma de policiais militares femininas na PM, estabelecida em Londrina (PR), no norte do estado. “Tivemos grandes problemas e obstáculos, mas graças a Deus abrimos caminho para que as mulheres e conseguimos formar o primeiro pelotão composto exclusivamente por policiais femininas em Londrina (PR) e hoje muitas mulheres tem a oportunidade de tornar-se policial militar”, comemora.

A sargento Anete Tereza Zarnicinski, do Comando-Geral, atua há 32 na corporação, e sabe bem como foi vencer os obstáculos no início da carreira e obter e manter o respeito em meio a grande massa de homens. “No início da carreira, era mais difícil termos o próprio espaço, mas hoje a mulher na Polícia Militar desenvolve todo o tipo de serviço e vem se destacando cada vez mais pela qualidade do atendimento prestado”, acredita.

Uma das responsável pela organização do evento e Chefe do setor de Relações Públicas da 5ª Seção do Estado Maior, capitão Solange Nabozny Tedeschi, aponta que uma homenagem como esta evidencia a importância do trabalho feminino na PM e que sua ação aperfeiçoou as técnicas policiais ao longo do tempo. “Eu digo que essa homenagem é um reconhecimento por tudo o que a mulher representa para a corporação. Desde que a mulher compôs o quadro da PM, houve muitas mudanças positivas na atividade policial, na qualidade do trabalho. Hoje estamos valorizando não somente as policiais, mas também as civis e estagiárias”, disse.

Mesmo atuando no mercado profissional, a mulher não deixa outras tarefas de lado, como os filhos e o marido, e se torna multitarefa e figura essencial em todas as áreas. “Em diversas profissões, a mulher encara uma dupla ou até tripla jornada, com as responsabilidades do trabalho, da família. Sem duvida o trabalho de policial militar é gratificante, amo o que faço e nesse tipo de valorização a gente aproveita para trocar experiências profissionais e pessoais”, explicou a responsável pelo setor de Cerimonial da 5ª Seção do EM, tenente Danielle Rinaldi Valadares Paluch.

A PMPR é uma das únicas corporações militares do Brasil que possuem em seus quartéis, e setores relacionados ,mulheres civis, e a jornalista Marcia Santos, que há sete anos coordena a Assessoria de Imprensa da PMPR, realça que não somente na PM, mas em toda a sociedade contemporânea a presença da mulher no meio profissional é indispensável. “As mulheres estão conquistando seu espaço em todos os setores e profissões, inclusive na Polícia Militar. Ao longo desses anos, por meio de muito trabalho e dedicação, adquiri o respeito e credibilidade dos policiais militares, oficias e praças”,
reforçou a jornalista.

Policiais militares mais novas na corporação, como a soldado Katia dos Santos Mottin, que tem quatro anos de PM e trabalha no 1º Comando Regional da PM (1º CRPM), acreditam que hoje as oportunidades no crescimento da carreira militar para as mulheres são iguais às dos homens. “Nos últimos cinco anos temos observado muitas policiais militares trabalhando na rua, o que antes não ocorria. Do mesmo modo que os homens estão entrando no curso para oficiais e praças, as mulheres também conquistaram esse direito. Essa homenagem mostra que estamos sendo valorizadas e a cada dia estamos ocupando nosso espaço na corporação”, avalia.

Foi pronunciada a homenagem a todas as policiais militares, que receberam uma singela lembrança. Depois, todas foram convidadas para participar de um café da manhã e sorteio de brindes.

VIRTUAL – Paralelamente a homenagem presencial, o Comandante-Geral da PM, coronel César Vinícius Kogut, homenageou todas as militares estaduais da corporação, parabenizando pelo seu trabalho e competência. “Às vezes cores vibrantes que entusiasmam, às vezes mais claras que nos envolvem com sua delicadeza e romantismo, às vezes cores mais sóbrias que nos mostram verdades e reflexões. E dessa mistura de cores resultam a luz, o brilho e o sentido de viver. Obrigado mulheres por colorirem nossas vidas!”, disse.

Em outras regiões do estado, unidades da Polícia Militar do Paraná também realizaram homenagens para as policiais femininas.

Por Jasson Wolff
Auxiliar de comunicação
Jornalista responsável: Marcia Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *