Japão faz o segundo contra a Colômbia

No primeiro jogo desta terça-feira, 19, pela Copa do Mundo, estão em campo Colômbia e Japão. O jogo mal começou e o Japão teve um ataque fulminante, com o goleiro colombiano fazendo a primeira defesa, dando rebote e no chute do atacante japonês o zagueiro Sanchez tirou a bola com o braço. O árbitro imediatamente marcou a penalidade máxima e expulsou o jogador da Colômbia.

O pênalti foi convertido, deixando o Japão em vantagem e a equipe colombiana com um jogador a menos. O treinador Pekerman fez a primeira alteração na equipe aos 30 minutos, para recompor sua base defensiva. Trocou Quadrado por Barrios.

O selecionado colombiano consegue equilibrar as ações, mas se expõe ao contra-ataque japonês.

Falta e Gol de empate

A Colômbia teve uma falta a favor e Quintero foi para a cobrança, repetindo Ronaldinho Gaucho em uma cobrana memorável. A barreira subiu, imaginando uma cobrança por cima e a batida veio rasteira, no canto. O goleiro japonês ainda tentou enganar a arbitragem, pois conseguiu impedir que a bola balançasse as redes. Puxou para a linha do gol e escondeu a bola. Porém, hoje, a tecnologia ajuda a arbitragem e o relógio acionou o dispositivo que determina que a bola ultrapassou a risca. 1 x 1. E a Colômbia jogando melhor, mesmo com 10 contra 11.

Segundo tempo

O treinador colombiano voltou para o segundo tempo com James Rodriguez, uma das estrelas da Colômbia. Foi artilheiro na Copa em 2014 e sua entrada dá maior poder ofensivo ao time. O Japão segue com maior posse de bola, chegando à frente, mas esbarrando em Ospina, o bom goleiro colombiano. Jogando com um a menos desde os 5 minutos do primeiro tempo, o time sulamericano deve sentir também o maior desgaste físico.

Gol do Japão

Osako, centro avante do Japão, anotou o segundo gol do time aos 27 minutos do segundo tempo. A superioridade numérica começa a fazer diferença no jogo. Com a entrada do jogador Honda o selecionado japonês melhorou também seu desempenho e joga com rapidez, fazendo da velocidade também um trunfo, já que a Colômbia tem um jogador a menos e todos precisam correr mais para compensar a falta de um jogador.

Colômbia guerreira

A seleção colombiana segue tentando o ataque, mesmo inferiorizada com 10 jogadores. Criou chances após levar o segundo gol, com o Japão se defendendo com até 8 jogadores na área. Com 53% de posse de bola, o Japão também sente a parte física e tem jogador com cãimbra aos 37 minutos. O relógio joga contra a Colômbia e o Japão espera o fim do jogo para dar o troco na Colômbia, que venceu na última Copa por 4 a 1. Osako, autor do gol da vitória até os 40 minutos, deixa o campo e é aplaudido pela torcida. O Japão vai valorizando a posse de bola, esperando o tempo correr. Aos 44 a Colômbia criou chance, mas Falcão foi flagrado em impedimento. O árbitro determina cinco minutos de acréscimos.

Fim de jogo. Vitória do Japão, que terá o Senegal como próximo adversário. E a Colômbia vai pegar a Polônia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *