Incêndio causa destruição em favela paulista

Mais um incêndio atinge favela em São Paulo

Camila Maciel
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – Mais um incêndio atingiu uma favela paulistana na tarde de hoje (18). O fogo, que já foi controlado, começou por volta das 16h na Favela Alba, no Jabaquara, bairro da zona sul da capital. Os bombeiros trabalham na operação rescaldo.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, cinco pessoas foram encaminhadas ao Hospital Municipal Arthur Ribeiro de Saboya, mas não correm risco de morte. Duas crianças foram levadas com asfixia, uma mulher com queimaduras, um homem com sintomas de parada cardiorrespiratória e outra mulher com crise nervosa. As vítimas não foram identificadas e ainda não há informações sobre o estado de saúde delas, mas os bombeiros avaliam que o quadro não é grave.

A Defesa Civil estima que 30 famílias, aproximadamente 120 pessoas, foram atingidas pelo incêndio, mas ainda será feito o cadastro pela assistência social da prefeitura. O tenente Pontual, coordenador de Operações da Defesa Civil, considera que o tempo seco contribuiu para o alastramento do fogo.

Tenente Pontual informou ainda que, além de cadastradas, as famílias receberam um kit de emergência, com cesta básica, colchões, cobertores e itens de higiene pessoal. “Quem precisar de abrigo, deverá ser encaminhado a albergues da prefeitura”, explicou. Ele estima, no entanto, que a maioria deve preferir abrigar-se em casas de parentes.

A dona de casa Andreia Cássia de Sousa, de 33 anos, precisou ser ágil para retirar seis crianças que estavam em casa no momento em que começou o incêndio. “Tinha muita gente na favela porque era sábado à tarde. Foi muito rápido. Perdi tudo, só salvei os documentos e a vida das minhas crianças”, disse emocionada. Ela aguardava no local a orientação da Defesa Civil.

O fogo também chegou com velocidade à casa da diarista Viviane Teixeira, de 30 anos. Ela estava em casa com os dois filhos, de 9 e 13 anos. “Minha casa era de madeira. Não restou nada. O tempo está seco e logo o fogo tomou conta de tudo. Nunca pensei em passar por algo parecido. Até descalça estou”, relatou.

As causas do incêndio só serão apontadas após a perícia, mas os moradores relatam que a origem do fogo pode ter sido um curto-circuito provocado por uma luz acesa deixada por uma moradora que está viajando. A Eletropaulo vai desligar a energia da área para evitar novos acidentes.

Apesar da proximidade da região com o Aeroporto de Congonhas, não foram registrados atrasos em pousos e decolagens, de acordo com a assessoria de comunicação da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *