Idosos terão mais vacina contra gripe A

Pessoas acima de 60 anos podem ser imunizadas contra a gripe H1N1 em qualquer UBS a partir de terça-feira

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Diretoria de Epidemiologia e Informações em Saúde, ampliou a vacinação contra a gripe H1N1 para pessoas acima de 60 anos. A partir de terça-feira (24), os interessados podem procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua casa para receber a imunização.

As 7 mil novas doses da vacina fazem parte das 13 mil unidades disponibilizadas pela Secretaria da Saúde do Paraná (SESA) para os municípios da 17ª Regional Estadual de Saúde. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Edson Antônio de Souza, durante a campanha de vacinação, realizada de 5 a 25 de maio, a meta era imunizar 80% dos idosos, mas apenas 78% deles tomaram a vacina.

Durante a segunda-feira (23), as Unidades Básicas de Saúde (UBS) estarão recebendo as novas doses, por isso ainda não estarão disponíveis para os idosos. Mas, a partir das 7h de terça-feira, as pessoas acima de 60 devem procurar as unidades.

A gerente de Vigilância Epidemiológica, Léia Pereira, explicou que os idosos e gestantes não precisam tomar a segunda dose da vacina, por isso aqueles que já se vacinaram este ano, não receberão novamente a vacina. Já as crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias, precisam tomar a segunda dose após 21 dias, porque o sistema imunológico delas ainda está em formação.

A vacina está sendo aplicada em todas as UBS da cidade. E, aos primeiros sintomas da gripe, a população deve procurar um médico. Os hospitais, pronto-atendimentos e as UBS também têm o Oseltamivir, que é o medicamento necessário para o tratamento em casos de suspeitas da gripe H1N1 e está sendo distribuído gratuitamente.

Até o momento, a cidade recebeu 225 notificações de casos suspeitos da gripe H1N1, mas apenas 13 foram confirmados através de exame laboratorial. Uma morte continua sendo investigada pela Diretoria de Epidemiologia e Informações em Saúde. A Secretaria de Saúde lembra que é necessário continuar com ações simples, como lavar as mãos e utensílios individuais com frequência, evitar ambientes fechados e com pouca ventilação, evitar aglomerações, ter cuidado ao expirar e tossir protegendo o rosto com lenço descartável e utilizar o álcool em gel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *