Hamas diz que não fará concessões

O movimento islâmico Hamas, que controla a Faixa de Gaza, garantiu hoje (9) que não fará “nenhuma concessão” a Israel, no momento em que prosseguem as hostilidades na região. Desde o início das hostilidades os palestinos estão levando a pior, como demonstram os números de baixas. Porém, na avaliação dos radicais, o inimigo deve ser combatido até o extermínio completo, se necessário. E com este pensamento seguem sacrificando vidas inocentes.

“Não vai haver nenhum retrocesso. A resistência vai continuar em todas as suas forças. Não vamos fazer nenhuma concessão sobre as exigências do nosso povo”, disse, em comunicado, Fawzi Barhoum, porta-voz do movimento.

O conflito, que já dura um mês, reacendeu-se depois de os mediadores terem tentado sem sucesso prolongar o cessar-fogo que terminou nessa sexta-feira (8) de manhã. Israel acusou o Hamas de romper o acordo.

Desde 8 de julho, os combates entre Israel e o Hamas mataram pelo menos 1.900 palestinos e 67 israelenses, quase todos soldados.

Representantes do Egito, que faz a mediação das negociações, reuniram-se ontem à noite com uma delegação da Palestina e esperam ouvir Israel, depois do shabbatt, o dia semanal de descanso, que termina ao pôr do sol deste sábado.

Os EUA abastecem Israel com armas há várias décadas. E tentam ainda uma intermediação que fica sob suspeita, por não se saber se o que querem é efetivamente o fim da guerra.

Antenor Ribeiro – Destaknews

Com informação da Ag. Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *