Mais de 2 mil pessoas atendidas na UPS Cidadania

Sanepar atende mais de 2 mil pessoas na UPS Cidadania em Londrina

Cerca de 100 famílias do bairro União da Vitória, em Londrina, se cadastraram na Tarifa Social da Sanepar. A empresa atendeu mais de 2 mil pessoas nas atividades promovidas no fim de semana pelo Governo do Estado, na feira de serviços UPS-Cidadania. Esta é a primeira ação dessa natureza em uma Unidade Paraná Seguro, instalada no interior do Estado.

Das Neves Alves da Silva, que atende pelo nome de Nevinha, foi uma das moradoras que recuperaram o benefício da Tarifa Social, perdido por falta de recadastramento. Na casa dela moram cinco pessoas e a conta dos serviços de água e esgoto não ultrapassa R$ 13 mensais, dentro do benefício. “Se eu não estivesse na baixa renda, seria uns R$ 60, como já veio no mês que eu esqueci de atualizar o meu cadastro”, comenta. Ela diz que nunca deixou atrasar o pagamento da conta de água. “A Tarifa Social ajuda bastante, fora dela não teria condição nenhuma de ficar regular”, destaca.

No estande da Sanepar, os visitantes receberam informações sobre o uso racional da água, as crianças ganharam bexigas e pipoca e famílias inteiras aproveitaram o espetáculo teatral “Meu Esgoto Favorito”. Atendentes comerciais também prestaram esclarecimentos sobre outros serviços, como excesso de consumo e parcelamento de débitos.

COMUNIDADE – O atendimento à comunidade foi feito na Escola Municipal Zumbi dos Palmares, no União da Vitória, em parceria com a Prefeitura, entidades empresariais e sociedade civil. Entre as atividades, estavam emissão de documentos pessoais, orientações sobre prevenção de doenças, corte de cabelo e recreação para as crianças.

A UPS – Cidadania, coordenada pela Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, é instalada depois que a polícia ocupa o bairro pela UPS, da Secretaria da Segurança Pública. Os serviços complementam a filosofia do policiamento comunitário das UPSs.

TEATRO – A Sanepar estreou a peça Meu Esgoto Favorito, em parceria com o grupo Plantão Sorriso, no sábado (27). “Tivemos um grande público, entre crianças e adultos, e conseguimos passar a mensagem sobre a importância de não se jogar lixo na rede de esgoto”, comemora a gerente regional da Sanepar, Mara Lúcia Pereira Kalinowski.

Nos últimos três anos, a Sanepar registrou aumento de 139% no volume de lixo lançado indevidamente na rede coletora de esgoto em Londrina e Cambé, com a média mensal de 996 toneladas de resíduos removidas no processo de gradeamento das sete Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) que atendem as duas cidades.

Foram retiradas fraldas, absorventes, pequenos plásticos e até roupas íntimas, material que exige a remoção nas tubulações e na chegada das estações. O lixo lançado indevidamente no esgoto está entre as principais causas de extravasamentos da rede e corresponde a 60% das causas de obstrução; 20% referem-se ao acúmulo de gordura (óleos e graxas).

Robson Carlos, a esposa Renata e os filhos Marcos, 10 anos, e Renan, 7, assistiram ao teatro. “Foi muito instrutivo e o grupo interagiu com as crianças com uma mensagem sobre o meio ambiente”, elogiou Robson. “Não sabia que jogam fralda no esgoto e que isto era um fator de entupimento”, disse ele.

A peça Meu Esgoto Favorito conta a história de um menino que quer solucionar os problemas do esgoto do seu bairro. Aos poucos ele percebe que a falha não é da infraestrutura do sistema de esgoto, mas das pessoas que jogam lixo e outros dejetos nos lugares errados. Para acabar de vez com o problema, o menino compreende que cada coisa tem que ir para o lugar certo. O texto e direção têm a assinatura do Plantão Sorriso, organização cultural com atuação reconhecida em hospitais de Londrina e região, com a técnica de palhaço.

A peça terá nova apresentação em Londrina, em setembro e, até o final deste ano, deve ser apresentada em cidades como Apucarana, Arapongas, Cornélio Procópio e Santo Antônio da Platina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *