Energia brasileira é muito cara

O Brasil tem uma das cargas tributárias mais altas do mundo na conta de luz, perdendo apenas para a Dinamarca, num ranking de 28 nações.

Dados da Associação Brasileira de Distribuidoras de Energia Elétrica – Abradee – mostram que o imposto cobrado nas tarifas de energia elétrica passa de 40 por cento. Isso significa que a cada 100 reais pagos na conta de luz, quase 50 reais são de tributo.

A auxiliar de serviços gerais Laudicéia da Silva Soares, de 30 anos, diz que o imposto impede o consumidor de saber o quanto realmente gasta com energia. Para o presidente da Abradee, Nelson Fonseca, a solução para o problema seria uma reforma tributária. No Brasil, porém, sempre se fala muito em reforma política, reforma tributária, reforma política, mas na prática quase nada acaba acontecendo.

A pesquisa foi feita com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica, Aneel e levou em conta informações dos preços de energia vigentes entre o fim de 2015 e o primeiro semestre de 2016. A conclusão é de que o país continua vitimando os consumidores, enquanto o discurso politico é de que estamos no rumo certo e os dados da economia não demonstram o verdadeiro sacrifício a que está sendo levado o brasileiro assalariado.

A gasolina no Brasil é também das mais caras do mundo, e o gás de cozinha também teve nos últimos tempos uma escalada de aumentos que vitima o consumidor. O Brasil produz petróleo e gás suficientes para o abastecimento interno, porém o brasileiro não usufrui de um mercado internacional vantajoso e é onerado com os preços estipulados pelo governo.

 

Antenor Ribeiro – Destaknews

Com Ag. Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *