• 17/08/2017

    EI assume atentado em Barcelona

    atentado barcelona

    O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) assumiu a autoria do atentado terrorista ocorrido hoje (17) em Barcelona, na Espanha, que causou a morte de pelo menos 13 pessoas e deixou mais de 80 feridos, informou a agência de notícias Amaq, ligada aos extremistas. A informação é da agência EFE.

    Em um breve comunicado, cuja autenticidade não pôde ser verificada, o EI disse pela rede de serviços de mensagens Telegram que “uma fonte de segurança afirmou à Amaq que os autores do ataque de Barcelona são soldados do Estado Islâmico”.

    O EI afirmou que a ação terrorista aconteceu “em resposta aos chamados do grupo para atacar os países da coalizão”, em referência à aliança internacional liderada pelos Estados Unidos que atua contra jihadistas no Iraque e na Síria.

    Até o momento, foi preso um suspeito de participar do ataque, identificado como Driss Oukabir, que em 2012 passou um mês na penitenciária de Figueras, na província de Girona, na Espanha, em regime preventivo. Ele tinha sido acusado de abuso sexual, disseram à Agência Efe fontes da investigação.

    Oukabir, de origem norte-africana, tinha residência permanente na Espanha, o que significa que vivia há pelo menos cinco anos no país, segundo fontes da polícia.

    As manifestações contrárias ao atentado que deixou tantos mortos, chegam de todos os pontos do planeta. As reações demonstram todo repúdio ao terrorismo que faz vítimas inocentes, em nome de um fanatismo inexplicável.

    Autoridades da Catalunha se expressaram de forma unânime contra a violência que deixou seu rastro de sangue e dor, prometendo união na luta contra o terrorismo que assusta o mundo. Declarações foram ouvidas de vários governos solidarizando-se com a Espanha e as autoridades de Barcelona.

    Suspeito é preso

    A polícia da região da Catalunha prendeu mais uma pessoa por suposta relação com o atentado terrorista ocorrido nesta quinta-feira em Barcelona, quando uma van atropelou dezenas de pedestres e causou a morte de 13 pessoas e deixou mais de 80 feridas. A informação é da EFE.

    Com isso, segundo a polícia, que não revelou qual seria o vínculo desse suspeito com o atentado, subiu para dois o total de pessoas detidas por suposto envolvimento com o ataque.  O primeiro  detido seria Driss Oukabir, um jovem originário de Marselha, na França, e com raízes norte-africanas.

    Além disso, a polícia encontrou morto o suspeito de atropelar uma agente da polícia em uma blitz após o atentado. O corpo estava dentro de um veículo a cerca de três quilômetros de onde policiais tentaram pará-lo a tiros, depois que ele fugiu da fiscalização.

    A polícia mantém um amplo esquema de segurança antiterrorista nas entradas e saídas de Barcelona.

    Antenor Ribeiro – Destaknews

    Com Agências





    07/08/2017

    Suspenso processo da Samarco

    samarco
    Maiana Diniz – Repórter da Agência Brasil

    O juiz federal de Ponte Nova (MG), Jacques de Queiroz Ferreira, suspendeu o processo criminal que acusa 22 pessoas de homicídio por envolvimento no rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, no dia 5 de novembro de 2015. Entre os réus da ação, estão executivos da mineradora Samarco e suas controladoras, a Vale e a BHP Billinton, além de funcionários da empresa de engenharia VogBR.

    As quatro empresas citadas também são rés no processo, que ficará suspenso até que as companhias telefônicas esclareçam se as escutas telefônicas usadas pela denúncia foram legais.

    O acidente em Mariana ficou conhecido no Brasil como o maior desastre ambiental da história e deixou 19 pessoas mortas, além de destruir o distrito de Bento Rodrigues, contaminar a Bacia Hidrográfica do Rio Doce e comprometer o abastecimento de água e a produção de alimentos em diversas cidades da região.

    A decisão do magistrado acolheu o pedido de anulação do processo pela defesa sob o argumento de que a denúncia do Ministério Público Federal teve como base a obtenção de provas ilícitas. Os advogados do diretor-presidente licenciado da Samarco, Ricardo Vescovi, e do diretor-geral de Operações da empresa, Kleber Terra, entraram com o pedido.

    Os advogados argumentam que “os dados obtidos com a medida cautelar de quebra de sigilo telefônico ultrapassaram o período judicialmente autorizado, tendo as conversas sido analisadas pela Polícia Federal e utilizadas pelo MPF na confecção da denúncia”.

    A defesa também afirma que quando a Justiça determinou que a Samarco apresentasse cópias das mensagens instantâneas e dos e-mail enviados e recebidos pelos executivos entre 1º e 30 de outubro de 2015, a mineradora forneceu dados não solicitados, relativos aos anos de 2011, 2012, 2013 e 2014. A defesa afirma que esses arquivos, entregues pela Samarco, não poderiam ter sido objeto de análise policial e considerados na denúncia, e que houve desrespeito à privacidade dos acusados.

    Na decisão, o juiz argumentou que as questões levantadas pela defesa são graves e “podem implicar na anulação do processo”. Ele determinou a suspensão do processo até que as companhias telefônicas respondam as informações solicitadas pelo Ministério Público Federal (MPF) para esclarecer se as interceptações telefônicas foram legais. As companhias telefônicas têm 10 dias para fornecer as informações solicitadas à Justiça.

    As empresas envolvidas ainda não se pronunciaram sobre o caso.





    06/08/2017

    Operação no Rio tem policial morto

    blitz no rio
    Rio de Janeiro - Forças de segurança ocupam ruas próximas ao Complexo do Lins, na zona norte, na Operação Onerat, deflagrada para coibir roubos de cargas e o crime organizado (Tomaz Silva/Agência Brasil)
    Forças de segurança ocupam ruas próximas ao Complexo do Lins, na zona norte, na Operação OneratTomaz Silva/Agência Brasil

    A operação conjunta realizada hoje (5) pelas forças de segurança estaduais e federais no Rio de Janeiro cumpriu 18 mandados de prisão e prendeu cinco pessoas em flagrante. As informações foram divulgadas no início desta noite pela Secretaria Estadual de Segurança Pública. O balanço informou também a morte de três pessoas em confronto com a polícia e a apreensão de dois adolescentes.

    Em entrevista coletiva na manhã de hoje, autoridades envolvidas na coordenação da operação, batizada de Onerat (carga em latim), já haviam informado que, entre os mandados de prisão cumpridos, nove eram para pessoas que já estavam detidas em presídios. Segundo o balanço divulgado por volta das 18h, um foragido da justiça está entre os detidos que foram encontrados nas favelas.

    A ação buscava cumprir 40 mandados de prisão no Complexo do Lins, na zona norte do Rio, além de 15 mandados de busca e apreensão. Além do conjunto de favelas, houve operações nos complexos do Chapadão e Pedreira, no Morro São João e na Covanca. As Forças Armadas atuaram no cerco a pontos estratégicos do entorno e as polícias foram as responsáveis pelas buscas no interior das comunidades.

    Rio de Janeiro - Forças de segurança ocupam ruas próximas ao Complexo do Lins, na zona norte, na Operação Onerat, deflagrada para coibir roubos de cargas e o crime organizado (Tomaz Silva/Agência Brasil)
    A operação foi deflagrada para coibir roubo de cargas e o crime organizadoTomaz Silva/Agência Brasil

    Foram apreendidas três pistolas, duas granadas e quatro radiotransmissores durante a ação, que busca combater o roubo de carga no estado. Uma moto e 21 automóveis também foram apreendidos pelos agentes, que recuperaram carga roubada. Os itens encontrados incluem material escolar, cosméticos, roupas e parte do carregamento de um caminhão dos Correios que foi roubado e levado para o Morro São João na última sexta-feira. Às apreensões também se somam 4 quilos (kg) de cocaína e 13 kg de maconha.

    A operação começou por volta das 3h30 deste sábado, e a Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá teve que ser fechada nos dois sentidos, por sua proximidade com o Complexo do Lins. Os acessos à via foram liberados por volta das 18h.

    Policial morto

    Um policial militar que participava da operação pelo Batalhão de Ação com Cães (BAC) morreu hoje quando transportava dois suspeitos para a Cidade da Polícia. Segundo a Polícia Militar, a viatura em que o PM estava se envolveu em um acidente com um ônibus na zona norte do Rio, no bairro Encantado.

    Os dois suspeitos que estavam sendo transportados e mais um policial militar se feriram no acidente. Os feridos foram levados para o Hospital Salgado Filho, onde o policial militar que morreu chegou a ser socorrido, mas não resistiu.





    18/07/2017

    Dinheiro do Triplex retornará à Petrobras

    sergio moro
    Daniel Isaia – Repórter da Agência Brasil

    O apartamento tríplex do Condomínio Solaris, no Guarujá, litoral paulista, peça central do julgamento em primeira instância que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e meio de prisão, será repassado à Petrobras. A decisão é do juiz federal Sérgio Moro, no despacho publicado em resposta a embargos de declaração da defesa do ex-presidente no processo.

    “Tanto o produto do confisco criminal como o valor mínimo para a reparação dos danos são devidos à Petrobras”, escreveu o juiz.

    Quando da publicação da sentença, na semana passada, Moro já havia decretado o confisco do apartamento por considerá-lo “produto de crime de corrupção e de lavagem de dinheiro”. A fim de assegurar o confisco, o juiz decretou o sequestro do imóvel independentemente dos recursos que devem tramitar em segunda instância.

    O despacho de Sérgio Moro também aponta a Petrobras como destinatária dos valores de reparação de danos a que os réus foram condenados a pagar. A decisão inclui os R$ 16 milhões da suposta conta-corrente compartilhada entre a OAS Empreendimentos e o PT.

    “Embora a ver do Juízo isso estava implícito na sentença, não há óbice em deixá-lo explícito”, escreveu Moro em resposta ao embargo de declaração da Petrobras.





    15/07/2017

    Zeca Pagodinho sobre acidente com quadriciclo

    zeca pagodinho
    Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil

    O cantor e compositor Zeca Pagodinho deixou há pouco o Hospital Caxias D’Or, onde foi atendido, após acidente na noite de ontem (22) com um veículo motorizado no distrito de Xerém, na Baixada Fluminense, onde mora.

    Zeca Pagodinho perdeu a direção de seu quadriciclo e se acidentou por volta das 22h, na Praça de Xerém. O artista foi atendido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado para o hospital Caxias D’Or, onde deu entrada às 22h30.

    Segundo boletim divulgado por sua assessoria de imprensa, de madrugada Zeca fez exames de rotina e seu estado de saúde foi considerado estável. Ainda de acordo com a assessoria do cantor, em nenhum momento desde o acidente Zeca perdeu a consciência.





    03/07/2017

    Plenário vazio na Câmara em Brasília

    plenario em brasilia

    Com apenas 19 dos 513 deputados federais presentes na Câmara no início da tarde de hoje (3), a sessão plenária da Casa não chegou a ser aberta, uma vez que para o início dos trabalhos são necessários ao menos 51 parlamentares. Com isso, ainda não começou a contar o prazo das 10 sessões da Câmara que o presidente Michel Temer tem para apresentar sua defesa na Comissão de Constituição e de Justiça (CCJ).

    Mesmo ainda não tendo sido realizada nenhuma sessão desde que a denúncia chegou à Câmara, na última quinta-feira (29), o presidente pode apresentar sua defesa a qualquer momento. Pelas normas, o prazo para a apresentação está aberto desde que Temer foi notificado da denúncia apresentada contra ele pela Procuradoria-Geral da República (PGR) pelo suposto crime de corrupção passiva.

    Tramitação

    Sem quórum para a realização das sessões na última sexta-feira (30) e hoje, o prazo para a apresentação da defesa do presidente foi alongado. Também não foi anunciado ainda pelo presidente da CCJ, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), o nome do deputado que será responsável pela relatoria da denúncia.

    Pacheco já afirmou que deverá indicar o relator nesta terça-feira (4). Pelo Regimento Interno da Câmara, a CCJ tem o prazo de até cinco sessões da Casa, após a apresentação da defesa, para que o parecer seja elaborado, apresentado, discutido e votado pelo colegiado.

    Após votação na CCJ, o parecer com recomendação de rejeição ou de prosseguimento da denúncia será levado à discussão e votação no plenário. Para que a Casa autorize o Supremo Tribunal Federal (STF) a investigar o presidente da República são necessários os votos favoráveis de pelo menos 342 deputados. A votação será nominal.





    30/06/2017

    Gravação de Joesley ainda sob suspeita

    gravador de voz
    André Richter – Repórter da Agência Brasil

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin enviou hoje (30) à Procuradoria-Geral da República (PGR) pedido feito pela defesa do presidente Michel Temer para que peritos da Polícia Federal (PF) respondam a questionamentos feitos sobre o áudio no qual Temer foi gravado em uma conversa com o empresário Joesley Batista, dono da JBS, em março, no Palácio do Jaburu.

    Caberá à PGR enviar parecer sobre o pedido para que o ministro decida sobre a questão. Na petição enviada ao Supremo, os advogados pedem que os peritos respondam, em até 10 dias, 12 perguntas que não foram respondidas por eles. A defesa também quer ter acesso aos gravadores usados por Joesley para gravar a conversa.

    “Não obstante o envio da petição e dos quesitos à Polícia Federal na mesma conforme laudo apresentado a este STF, apenas os primeiros 15 questionamentos foram respondidos, chamando atenção, com a devida vênia, que justamente naquelas questões apresentadas pelo perito contratado pela defesa, Ricardo Molina, tenha silenciado o Instituto Nacional de Criminalística”, diz a defesa.

    Na semana passada, o Supremo recebeu da PF o relatório final das investigações e a perícia realizada no áudio da conversa gravada pelo empresário Joesley Batista com o presidente Michel Temer. A gravação foi entregue à PGR pelo empresário da JBS antes da assinatura do acordo de delação e faz parte das provas colhidas na investigação sobre o presidente.





    24/06/2017

    Deslizamento de terra na China mata

    tragedia china

    Um deslizamento de terra ocorrido neste sábado, na província de Sichuan, no sudoeste da China, provocou o desabamento de dezenas de casas e deixou pelo menos 120 desaparecidos, de acordo com informações da agência estatal Xinhua divulgadas pela agência EFE.

    As autoridades do condado de Maoxian comunicaram que o incidente ocorreu depois que a parte alta de uma montanha caiu sobre a aldeia de Xinmo, por volta das 6h (horário local, 19h de Brasília de sexta-feira).

    Pelo menos 62 casas ficaram soterradas, e dois quilômetros do curso de um rio e 1,6 mil metros de uma estrada ficaram sob as rochas.

    Segundo informou o governo local, o deslizamento ocorreu devido às intensas chuvas na região.

    Inicialmente, a Xinhua informou que havia 141 desaparecidos, mas depois a reduziu para 120 sem detalhar se as demais pessoas foram resgatadas.

    Por outro lado, a agência estatal afirmou que três pessoas de uma mesma família foram resgatadas cinco horas após o deslizamento de terra, e levadas a um hospital sem ferimentos graves, mas que outro filho da família permanece soterrado na casa.

    De acordo com o porta-voz do governo de Sichuan, Tang Limin, uma equipe de resgate com mais de mil pessoas seguiu para o local com retroescavadeiras e um instrumento de detecção de vida.

    Imagens divulgadas pela emissora de televisão oficial CCTV mostram diversos soldados levantando pesadas pedras e várias retroescavadeiras trabalhando na região onde estavam as pessoas que ficaram soterradas.

    O governo provincial iniciou o nível mais alto de resposta de socorro em caso de desastre, e o presidente do país, Xi Jinping, ordenou que se ponham todos os esforços no resgate dos possíveis sobreviventes.

    “As autoridades devem esforçar-se ao máximo para reduzir as baixas e prevenir desastres secundários”, disse Xi Jinping, que acrescentou que os desaparecidos e os que sofram perdas pelo desastre “devem receber o cuidado apropriado”.

    Nesta época do ano, são frequentes as chuvas torrenciais na China e é comum que ocorram inundações, deslizamentos e outras catástrofes provocadas pelos fenômenos climáticos.

    Segundo informou neste sábado a Xinhua, nas províncias de Hunan e Hubei, no centro da China, as inundações provocadas pelas chuvas dos dois últimos dias afetaram 466.500 pessoas e haviam causado pelo menos duas mortes.





    16/06/2017

    Tragédia em Londres mata 30

    incendio londres 2017
    Da Agência EFE

    Pelo menos 30 pessoas morreram no incêndio ocorrido quarta-feira (14) em um edifício residencial a oeste de Londres, confirmou hoje o comandante Stuart Cundy, da Polícia Metropolitana da capital britânica. A informação é da Agência EFE.

    Em declaração à imprensa, o alto comando policial disse que, “neste momento, não há nada que indique que o fogo foi provocado deliberadamente”. Acrescentou que não esperam encontrar mais sobreviventes.

    No acidente ocorrido na madrugada de quarta-feira na torre Grenfell, um bloco de 24 andares e 120 apartamentos situado a oeste da capital, 76 pessoas ainda estão desaparecidas, segundo estimativas da imprensa.

    Em relação aos feridos, o último relatório informa que 24 pessoas continuam hospitalizadas, 12 em estado crítico, em quatro hospitais da capital.





    05/05/2017

    Morre o sambista Almir Guineto

    almir guineto

    O sambista e cantor Almir Guineto, 70 anos, fundador do grupo Fundo de Quintal, morreu hoje (5) no Hospital Clementino Fraga Filho, da UFRJ, no Fundão. Ele estava internado desde março para tratar de uma pneumonia e problemas renais crônicos, provocados pelo diabetes. O artista foi um dos grandes representantes do chamado samba “de raiz”.

    Nascido e criado no morro do Salgueiro, na Tijuca, zona norte do Rio, teve contato direto com o samba desde a infância, já que havia vários músicos na família. Seu pai era violonista e integrava o grupo Fina Flor do Samba. A mãe, conhecida como Dona Fia, era costureira e uma das principais figuras de destaque da Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro.

    Carreira

    Nos anos 1970, Almir já era mestre de bateria e um dos diretores do Salgueiro e frequentador do Bloco Carnavalesco Cacique de Ramos. Nessa época inovou ao introduzir nos pagodes o banjo adaptado com um braço de cavaquinho.

    Mais tarde, nos anos 1980, participou da fundação do grupo Fundo de Quintal, que saiu da formação de sambistas do Cacique de Ramos. Depois da gravação do disco Samba é no Fundo de Quintal, partiu para a carreira solo.

    Como compositor também fez várias músicas de sucesso interpretadas por Beth Carvalho, Zeca Pagodinho, Jorge Aragão, entre outros.



 

 

Destak News - A melhor informação na Web.
© Copyright 2001-2014 DestakNews- Todos os direitos reservados