Caso Daniel indiciará pelo menos 7 pessoas

Em São José dos Pinhais o caso do jogador Daniel, do São Paulo, está praticamente encerrado e pelo menos sete pessoas serão indiciadas

O delegado Amadeu Trevisan, com a pretensão de finalizar o inquérito policial até esta quarta-feira, confirmou que a estrutura do crime já está bem delineada. “A reconstrução do fato, da história, já está pronta. Foi baseada em provas periciais, provas do IML, provas da criminalística e, principalmente, provas testemunhais”, informou.

Para o delegado, Edison Brittes decidiu assassinar Daniel no momento em que o encontrou na cama com sua esposa, Cristiana, durante o ‘pós festa’ realizado na casa da família, na comemoração do aniversário de 18 anos da filha do casal, Allana Brittes. “Ele decide matar no momento em que o encontra com ela na cama, no momento em que Edison surpreende o Daniel com a Cristiana na cama. Eu entendo que ali ele já decidiu matar, o que ele viu antes ou depois não interferiu”, relatou. Trevisan reafirmou, ainda, que não acredita na tese de tentativa de estupro. “Pelas fotos a mulher está apagada, dormindo pesadamente. Os depoimentos são unânimes em afirmar que ela estava muito embriagada. O Daniel, como foi demonstrado, estava com 13,4 decigramas de álcool no sangue, e pela imagem a gente observa que ele fez aquela foto simplesmente para se aparecer para um grupo de amigos da cidade dele”. E acabou pagando com a vida.

Antenor Ribeiro – Destak News

Um comentário em “Caso Daniel indiciará pelo menos 7 pessoas

  • 22 de novembro de 2018 em 5:46 pm
    Permalink

    Blz. Tem que colocar todo mundo na cadeia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *