Brasileiras sequestradas libertadas no Egito

O sequestro de duas turistas brasileiras no Egito terminou após cerca de nove horas de cárcere. Sara Lima Silvério, de 18 anos, filha de um pastor evangélico e Zelia Magalhães de Mello, de 44, anos foram capturadas por beduínos por volta das 16h30 local (11h30 no horário de Brasília) do domingo e libertadas à 1h30 (20h30 de Brasília). O resgate foi negociado pelo Ministério do Interior egípcio.

“Eles (sequestradores) foram educados e nos trataram bem. Diziam que quando a missão fosse cumprida, nós seríamos libertados”, disse Sara, por telefone, ao jornal Estado de São Paulo. Além das duas brasileiras, outros dois egípcios também foram sequestrados.

Itamaraty confirma sequestro de duas brasileiras por beduínos no Egito

Ivan Richard
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O Itamaraty confirmou há pouco o sequestro de duas brasileiras ocorrido hoje (18) no Egito. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, as autoridades egípcias estão negociando a libertação das brasileiras, com o acompanhamento da Embaixada do Brasil no Cairo, capital do país.

De acordo com o Itamaraty, um ônibus com vários brasileiros a bordo foi atacado por beduínos e as duas mulheres foram levadas. O veículo foi abordado na Península do Sinai, no Egito, segundo autoridades locais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *