Brasil vence a Costa Rica

Depois de empatar a primeira partida da Copa do Mundo contra a Suíça, a seleção brasileira entrou em campo contra a Costa Rica em busca da primeira vitória no Mundial. Os costa-riquenhos perderam na estreia para a Sérvia e jogavam para continuar na Copa. O segundo desafio do Brasil no Mundial da Rússia ocorreu no estádio de São Petersburgo e foi dramático.

O primeiro tempo foi de domínio do Brasil, mas o gol não saiu. Era um jogo nervoso, com muita posse de bola, mas arremates de fora da área que eram neutralizados pelo bom goleiro Navas. Neymar não brilhava e a equipe sabia que enfrentava o segundo ferrolho na Copa. Contra a Suiça, não deu. Era o jogo para buscar a vitória e respirar aliviado, esperando apenas decidir o primeiro lugar.

Para o segundo tempo Tite mudou o time, sacando William, que não produzia o bom futebol jogado em outras partidas ou em seu clube na Inglaterra. Entrou Douglas Costa, que aparentava mais disposição jogando pela direita do ataque. O Brasil tentava penetrar e esbarrava na sólida defesa da Costa Rica.

Pênalti

Tudo parecia ficar resolvido com a marcação de um pênalti em Neymar. Numa boa jogada do ataque, o jogador do PSG caiu na área, aparentemente tocado por um zagueiro costarriquenho. O árbitro marcou o pênalti no ato da queda do atacante brasileiro. Porém, alertado pelo árbitro de vídeo, foi verificar a jogada e interpretou que o brasileiro forçou a queda, apesar de um toque em sua barriga, não suficiente para provocar a queda. Anulou a marcação e o jogo seguiu 0 a 0. Em comentário na TV GLOBO, o árbitro Arnaldo César Coelho avalia que a penalidade aconteceu, em virtude de um drible seco e o toque do zagueiro que tirou o atacante da posse da bola.

Philipe Coutinho, que foi autor do primeiro gol brasileiro na Copa contra a Suiça, novamente apareceu como artilheiro. Em jogada pelo meio, Firmino subiu e de cabeça ajeitou para Gabriel Jesus, que não chegou a dominar completamente, mas a bola se ofereceu para conclusão de Coutinho, que deu de bico para abrir o placar. Acabava o sufôco. 1 a 0 para o Brasil. E Costa Rica via o mundo desabar, pois era sua segunda derrota e a eliminação.

Após este gol o domínio brasileiro cresceu. Ficou com a bola e já nos acréscimos, faltando dois minutos para o final, teve jogada pela direita,undo go com Douglas Costa aparecendo bem e encontrando Neymar em posição para marcar o segundo gol brasileiro.

Com 2 x 0 no placar o torcedor brasileiro respirou aliviado. Jogo tenso, catimbado, como sempre acontece em Copa do Mundo. Teste para cardíaco. O Brasil segue rumo à liderança no Grupo e encara a Sérvia no último jogo da primeira fase.

Antenor Ribeiro – Destaknews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *