Brasil empata com a Rússia

A Seleção da Rússia começou o jogo mostrando que não tinha medo do Brasil. Partiu para cima e até por volta das 14 minutos mandou no jogo. O meio-campo e defesa do Brasil batiam cabeça. E com isso a bola não chegava com qualidade aos homens da frente, onde Oscar jogava fora de posição e Neymar não tinha espaço, muito bem marcado. Após este período a Seleção de Felipão conseguiu inverter a posse de bola e o Brasil conseguiu criar alguma coisa, mas muito distante do que se espera de uma Seleção que represente o futebol pentacampeão mundial.

O segundo tempo começou com o Brasil tendo maior posse de bola e chegando mais, até criando oportunidades. Porém, foi a Rússia que soube aproveitar uma roubada de bola e bombardeou o gol de Júlio César, até conseguir botar a bola na rede. 1 x 0 era um placar justo. Foi quando Felipão, aparentemente, mostrou algum comando e determinou que as jogadas fossem feitas em ultrapassagens pela esquerda, com Marcelo, a quem chamou para dar a instrução, e Hulk, que entrara no lugar de Oscar, apagado durante praticamente todo o jogo. E foi numa dessas jogadas que Hulk fez o que um ponta esquerda original costuma fazer, indo à linha de fundo e metendo a bola que Fred desviou para as redes, empatando o jogo.

Quem pediu Felipão na seleção já está ficando com saudade do Dunga. O esquema que ele quer não pode ser usado com os jogadores que ele escala. Kaká está retornando e não tem entrosamento no setor. Neymar, no Santos, é o cara para meter bola nele e deixar que faça o que sabe. Ainda não fazem isso com ele na Seleção. Marcelo, lateral esquerdo, é quem está vivendo bom momento no apoio. Daniel Alves está abaixo do que pode. Oscar jogou fora de posição. A bola não chegava no Fred. E a defesa, que teoricamente estaria mais protegida com dois volantes, levou um bombardeiro da Rússia e os zagueiros ficaram tentando tirar do jeito que dava. Não deu. Rússia 1 x 0.
Só após Hulk entrar no jogo e explorar o setor esquerdo, foi possível ver um pouco do futebol brasileiro. E empatou.
A Seleção está mal… e se ficar assim não ganha a Copa das Confederações.

O Brasil jogou com Julio César, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Fernando, Hernanes, Oscar (Hulk) e Kaká (Diego Costa); Neymar e Fred. A Rússia escalou Gabulov; Anyukov (Dmitri Kombarov), V. Berezutsky, Iganashevich e Eschenko; Shirokov, Glushakov, Fayzulin, Bystrov (Oleg Shatov); Kerzhakov e Kokorin (Zhirkov, depois Maxim Grigoriev).

Gols: Fayzulin, aos 27 do segundo tempo; Fred, aos 44 do segundo tempo

Luis Felipe Scolari o técnico do Brasil se Fábio Capello o treinador da Rússia.

Árbitro: Howard Webb (ING). Auxiliares: Darren Cann e Peter Kirkup (ING)

Local: Estádio Stamford Bridge, Londres. Público: 35.206 pessoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *