Autorizada reconstrução do Ouro Verde

Richa autoriza início da reconstrução do Cine Teatro Ouro Verde, de Londrina

O governador Beto Richa assinou nesta quinta-feira (16) o contrato e a ordem de serviço para o início das obras de reconstrução do Cine Teatro Ouro Verde, de Londrina. Patrimônio histórico do Paraná, o prédio foi totalmente destruído por um incêndio, em fevereiro de 2012. No mesmo ato, Richa repassou R$ 8,5 milhões para a criação da infraestrutura e aquisição de equipamentos para a Clínica Odontológica da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e lançou o programa Telessaúde para a Região Norte.A reforma do Ouro Verde será executada pela empresa londrinense Regional Planejamento e Construções Civis, que venceu a licitação, e deve iniciar dia 21 de janeiro, com prazo de conclusão de 18 meses. “O Ouro Verde é um grande ícone cultural de Londrina e do Norte do Paraná, erguido na década de 1950, quando a cidade e a região viviam desenvolvimento vigoroso. O Ouro Verde fez parte desse importante momento histórico”, afirmou o governador Beto Richa na solenidade, realizada nas escadarias do teatro, com a presença do prefeito em exercício de Londrina, Guto Beluscci, do secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, e da reitora da UEL, Nádina Moreno.

“Eu mesmo frequentei muito esse espaço cultural, que recebeu grandes nomes da dramaturgia nacional, como Fernanda Montenegro, Bibi Ferreira e Raul Cortez, e da música, como Elis Regina e Pixinguinha”, disse Richa. O governador disse que o Paraná lamentou a destruição do Ouro Verde pelo incêndio e que, prontamente, garantiu a reconstrução. “Fico feliz em autorizar o início das obras, um projeto moderno, com importante participação da Universidade Estadual de Londrina e do Sinduscon. Vai ficar muito bom, com cuidados para ampliar a acessibilidade”, afirmou Richa.

Várias gerações de londrinenses tiveram formação cultural no Ouro Verde, com o cinema e, depois, o teatro. O investimento do governo estadual será de R$ 12,6 milhões, recursos oriundos da Unidade Gestora do Fundo Paraná, ligada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. O projeto arquitetônico de reconstrução foi feito em parceria pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e o Sindicato das Indústrias de Construção Civil Norte.

O novo Cine Teatro terá um palco maior, o que permitirá espetáculos de grande porte, além de novo revestimento acústico e nova cenografia. O número de poltronas será reduzido de 853 para 790 para dar mais conforto para obesos e deficientes.

DIA HISTÓRICO – Inaugurado em dezembro de 1952, com projeto arquitetônico de Vilanova Artigas, o Ouro Verde foi adquirido pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) em 1978. Em 1999 foi tombado pelo patrimônio histórico estadual. O incêndio que o destruiu causou comoção na cidade.

“Hoje é um dia histórico para Londrina”, afirmou a reitora da UEL, Nádia Moreno. Ela lembrou que o governador Beto Richa foi à cidade no dia seguinte ao incêndio e disse que Londrina teria novamente o seu teatro funcionando o mais rápido possível. “Hoje estamos vendo esse sonho acontecer. Quem participou do processo sabe que a licitação foi em tempo recorde”, afirmou a reitora.

Isabel Ribeiro de Lima, moradora de Londrina há 48 anos, disse que a reconstrução alegra a toda cidade. “Estou feliz pois sou londrinense e sempre participei de atos no Ouro Verde. Tenho toda uma história com o teatro, que é um marco para a nossa cidade”, afirmou ela.

Emocionado, o professor e ator Cláudio Muller, afirmou que o espaço faz parte da alma dos londrinenses. “Esse teatro é essencial para continuarmos a existir, faz parte do nosso sangue. Este ato é o passo concreto para a reconstrução”, declarou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *