Alimentação derruba inflação em SP

Alimentos derrubam a inflação em São Paulo, indica Fipe

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), medido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) na cidade de São Paulo, fechou o mês de fevereiro em queda de 0,07% ante uma alta de 0,66%, no encerramento de janeiro e de 0,07%, na terceira prévia de fevereiro. No acumulado do primeiro bimestre, o IPC atingiu 0,59% e entre fevereiro do ano passado e igual mês deste ano, a taxa subiu 5,23%.

A última vez que foi registrado índice negativo pela Fipe foi na terceira quadrissemana de junho de 2010, quando a variação foi de -0,08%. Esse recuo de fevereiro foi provocado, principalmente, pelo grupo alimentação que apresentou a quarta redução seguida (-0,98%). No mês anterior, a taxa tinha apresentado um decréscimo de 0,5%, depois de ter iniciado o ano com um avanço de 1,86%.

Outros dois grupos também tiveram variações negativas e ajudaram na perda de força inflacionária: transportes com -0,16% em fevereiro ante uma taxa de 0,31% em janeiro e, na mesma base de comparação, vestuário que saiu de uma alta de 0,6% para -0,44%.

Em despesas pessoais houve decréscimo com a taxa em 0,25% ante 0,87%. O mesmo movimento foi constatado em educação com 0,47% ante 6,42%. Nos demais grupos ocorreram avanços em índices maiores do que no mês anterior: habitação que saltou de 0,31% para 0,4% e saúde (de 0,4% para 0,5%).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *