Adolescente assassinada após ir a Rave

Capoeirista confessa ter matado adolescente a quem deu carona

A menina bonita, de nome Rayane Paulino Alves de 16 anos, queria se divertir numa rave com os colegas. E apesar de se saber que em ambientes assim não se deve permitir a presença de adolescentes, os pais não conseguiram impedir que ela fosse à festa. A Rave aconteceu em um sítio no limite entre Mogi das Cruzes e Guararema, interior de São Paulo.

Rayane Paulino Alves, de 16 anos. fez o que a maioria faz em uma  festa desta espécie. E praticamente ninguém ignora que a droga rola solta numa Rave. Também se sabe que nem sempre existe vigilância e presença policial de forma adequada para evitar os excessos como consumo de drogas ilegais.

Depois, ela pegou carona com um motorista de aplicativo até a rodoviária de Guararema, quando pensou em voltar para casa. Esse motorista já foi identificado e relatou que teria deixada a jovem na rodoviária. Neste local estava trabalhando como segurança, Michel Flor da Silva, que é capoeirista.  Ele foi detido pela polícia e revelou que ao ver Rayane sozinha, se ofereceu para levá-la até a sua casa. Na versão dele, a moça estava cambaleando e ele quis ajudar. Depois de alguma conversa, ela acabou entrando no carro do segurança. E no meio do caminho, eles mantiveram relação sexual. Ele diz que a relação foi consensual, mas a menina surtou depois, e o acusou de estupro, dizendo que ia ligar para o pai, que era da polícia… e então ele a dominou num mata-leão. Ela teria desmaiado. Apavorado com o que estava acontecendo, acabou pegando os cadarços da bota da moça, e matou-a por asfixia.

Mais uma morte brutal de uma moça que queria curtir a vida e não teve quem a convencesse de que uma Rave é festa para adulto, que pela legislação tem direito a decidir o que vai fazer de sua vida. Na rebeldia dos 16 anos, ela foi para sua última rave. Michel agora responderá por homicídio com quatro qualificadores: motivo torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima, asfixia e ocultar a vantagem de outro crime, que seria o estupro. Michel Flor da Silva, de 28 anos, é o autor deste crime horripilante que Aconteceu!

Antenor Ribeiro – Destak News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *